0 0 Avaliações
Article Rating
Subscribe
Notify of
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver Todos

O desvio na BR-304, próximo ao município de Lajes, que estava previsto para ser entregue nesta sexta-feira (10), ainda não deve ser liberado para circulação. A data havia sido prometida pela Governadora do Rio Grande do Norte, Fátima Bezerra, durante uma reunião com o diretor-geral do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT), Fabrício Galvão, na última segunda-feira (6).

Com entulos no local e o trecho inacabado, a Polícia Rodoviária Federal (PRF), responsável pela operação na rodovia, confirmou de que o desvio não está pronto e não há informações sobre o início da operação até o momento.

A ponte da BR-304 desabou no final de março após chuvas intensas na região. A previsão era de que o desvio teria 500 metros de extensão e 10,5 metros de largura, incluindo dois acostamentos de 1,5 metro cada, com pavimento de Concreto Betuminoso Usinado a Quente (CBUQ). A pista provisória seria posteriormente utilizada como parte do canteiro de obras para a execução da nova ponte.

A expectativa dos motoristas e da população local pela conclusão do desvio é grande, uma vez que a interdição da BR-304 tem causado transtornos e impactado o tráfego na região desde o desabamento da ponte.

O novo prazo para a entrega do desvio foi definido para a próxima quarta-feira (15), desde que as condições climáticas permitam. O anúncio foi feito pelo superintendente do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT), Getúlio Batista.

Quanto à solução definitiva, que envolve a construção da nova ponte, o DNIT ainda não tem uma previsão estabelecida. O órgão está finalizando o anteprojeto, que será submetido à aprovação em Brasília. Somente após essa etapa, será possível iniciar o processo emergencial para a construção da nova ponte, que atenderá os motoristas que trafegam entre as duas maiores cidades do Rio Grande do Norte, Natal e Mossoró.

O Potengi fez uma matéria sobre as condições da via imporvisada que está sendo usada por quem necessita usar o trecho afetado, confira aqui.

O Potengi

Portal de notícias e conteúdos do Rio Grande do Norte



Entrega de desvio da BR-304 previsto para esta sexta ainda não foi concluído



O desvio na BR-304, próximo ao município de Lajes, que estava previsto para ser entregue nesta sexta-feira (10), ainda não deve ser liberado para circulação. A data havia sido prometida pela Governadora do Rio Grande do Norte, Fátima Bezerra, durante uma reunião com o diretor-geral do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT), Fabrício Galvão, na última segunda-feira (6).

Com entulos no local e o trecho inacabado, a Polícia Rodoviária Federal (PRF), responsável pela operação na rodovia, confirmou de que o desvio não está pronto e não há informações sobre o início da operação até o momento.

A ponte da BR-304 desabou no final de março após chuvas intensas na região. A previsão era de que o desvio teria 500 metros de extensão e 10,5 metros de largura, incluindo dois acostamentos de 1,5 metro cada, com pavimento de Concreto Betuminoso Usinado a Quente (CBUQ). A pista provisória seria posteriormente utilizada como parte do canteiro de obras para a execução da nova ponte.

A expectativa dos motoristas e da população local pela conclusão do desvio é grande, uma vez que a interdição da BR-304 tem causado transtornos e impactado o tráfego na região desde o desabamento da ponte.

O novo prazo para a entrega do desvio foi definido para a próxima quarta-feira (15), desde que as condições climáticas permitam. O anúncio foi feito pelo superintendente do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT), Getúlio Batista.

Quanto à solução definitiva, que envolve a construção da nova ponte, o DNIT ainda não tem uma previsão estabelecida. O órgão está finalizando o anteprojeto, que será submetido à aprovação em Brasília. Somente após essa etapa, será possível iniciar o processo emergencial para a construção da nova ponte, que atenderá os motoristas que trafegam entre as duas maiores cidades do Rio Grande do Norte, Natal e Mossoró.

O Potengi fez uma matéria sobre as condições da via imporvisada que está sendo usada por quem necessita usar o trecho afetado, confira aqui.


0 0 Avaliações
Article Rating
Subscribe
Notify of
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver Todos