Imagem Reprodução/Web

0 0 Avaliações
Article Rating
Subscribe
Notify of
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver Todos

Uma equipe de sete programadores da UFRN desenvolveu um programa que permite aperfeiçoar a gestão e o acompanhamento do pré-parto. O programa, chamado BeCheck, oferece funcionalidades que permitem o preenchimento das várias etapas do pré-parto, abrangendo informações relevantes sobre a saúde da gestante, consultas médicas, exames realizados e outros dados pertinentes ao período pré-natal.

O registro definitivo do software foi concedido na semana passada pelo Instituto Nacional da Propriedade Industrial (INPI), e terá validade por 50 anos. Embora esse registro não seja obrigatório, ele é fundamental para comprovar a autoria de seu desenvolvimento perante o Poder Judiciário, podendo ser muito útil em casos de processos relativos à concorrência desleal, cópias não autorizadas e pirataria, garantindo assim maior segurança jurídica ao seu detentor para proteger o seu ativo de negócio.

A ideia do programa é proporcionar uma ferramenta abrangente que apoie profissionais de saúde na garantia de um atendimento eficiente e seguro durante o processo de parto, bem como facilite a gestão e visualização dos dados. Seus criadores são os seguintes: Adson Vale, Anna Giselle Rodrigues, Humberto Freitas, Joaquim Gomes, Júlia Lacerda, Madson Libório e Ricardo Ney Cobucci.

O Potengi

Portal de notícias e conteúdos do Rio Grande do Norte



UFRN desenvolve programa de computador para acompanhamento de pré-parto



Uma equipe de sete programadores da UFRN desenvolveu um programa que permite aperfeiçoar a gestão e o acompanhamento do pré-parto. O programa, chamado BeCheck, oferece funcionalidades que permitem o preenchimento das várias etapas do pré-parto, abrangendo informações relevantes sobre a saúde da gestante, consultas médicas, exames realizados e outros dados pertinentes ao período pré-natal.

O registro definitivo do software foi concedido na semana passada pelo Instituto Nacional da Propriedade Industrial (INPI), e terá validade por 50 anos. Embora esse registro não seja obrigatório, ele é fundamental para comprovar a autoria de seu desenvolvimento perante o Poder Judiciário, podendo ser muito útil em casos de processos relativos à concorrência desleal, cópias não autorizadas e pirataria, garantindo assim maior segurança jurídica ao seu detentor para proteger o seu ativo de negócio.

A ideia do programa é proporcionar uma ferramenta abrangente que apoie profissionais de saúde na garantia de um atendimento eficiente e seguro durante o processo de parto, bem como facilite a gestão e visualização dos dados. Seus criadores são os seguintes: Adson Vale, Anna Giselle Rodrigues, Humberto Freitas, Joaquim Gomes, Júlia Lacerda, Madson Libório e Ricardo Ney Cobucci.


0 0 Avaliações
Article Rating
Subscribe
Notify of
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver Todos