0 0 Avaliações
Article Rating
Subscribe
Notify of
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver Todos

São Paulo do Potengi perdeu Maria Araújo Souto, Dona Nini, sua primeira e única prefeita. Ela faleceu no Hospital Regional do município, onde estava internada. 

Dona Nini foi eleita em 15 de novembro de 1972, sendo a única mulher a governar São Paulo do Potengi até então. Ela ocupou o cargo de 13ª prefeita durante o período de 31 de janeiro de 1973 a 30 de janeiro de 1977.

Lembrada com muito carinho pelo povo potengiense e conhecida por sua trajetória, Dona Nini deixou sua marca nos campos da política, gestão pública, cultura, educação e no serviço ao próximo. 

Querida por todos, era sempre lembrada por sua atenção e receptividade em diversos momentos, como em cafés da tarde e por sua devoção a Santa Luzia e a Monsenhor Expedito.

O velório teve início nesta madrugada, na Granja Santa Luzia e agora, ela está sendo velada no Ginásio Aluísio Alves. Às 15 horas haverá a missa de corpo presente, às 16 o cortejo fúnebre e às 18 o sepultamento.

Seu falecimento ocorre no mesmo dia, 01 de fevereiro, sete anos após o esposo, Doutor Gileno, ter partido para a eternidade em 2017.

Fonte: Redação

Imagem: Internet

O Potengi

Portal de notícias e conteúdos do Rio Grande do Norte



SPP se despede de Dona Nini



São Paulo do Potengi perdeu Maria Araújo Souto, Dona Nini, sua primeira e única prefeita. Ela faleceu no Hospital Regional do município, onde estava internada. 

Dona Nini foi eleita em 15 de novembro de 1972, sendo a única mulher a governar São Paulo do Potengi até então. Ela ocupou o cargo de 13ª prefeita durante o período de 31 de janeiro de 1973 a 30 de janeiro de 1977.

Lembrada com muito carinho pelo povo potengiense e conhecida por sua trajetória, Dona Nini deixou sua marca nos campos da política, gestão pública, cultura, educação e no serviço ao próximo. 

Querida por todos, era sempre lembrada por sua atenção e receptividade em diversos momentos, como em cafés da tarde e por sua devoção a Santa Luzia e a Monsenhor Expedito.

O velório teve início nesta madrugada, na Granja Santa Luzia e agora, ela está sendo velada no Ginásio Aluísio Alves. Às 15 horas haverá a missa de corpo presente, às 16 o cortejo fúnebre e às 18 o sepultamento.

Seu falecimento ocorre no mesmo dia, 01 de fevereiro, sete anos após o esposo, Doutor Gileno, ter partido para a eternidade em 2017.

Fonte: Redação

Imagem: Internet


0 0 Avaliações
Article Rating
Subscribe
Notify of
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver Todos