Servidores técnico-administrativos da UFRN aprovam indicativo de greve para 11 de março



Imagem Reprodução/Web
0 0 Avaliações
Article Rating
Subscribe
Notify of
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver Todos

Os servidores técnico-administrativos da UFRN aprovaram, na manhã de hoje (29), um indicativo de greve para o dia 11 de março. A medida vem em resposta à atitude do Governo Federal de insistir numa proposta de reajuste zero para a categoria no ano de 2024.

A assembleia, que foi realizada no Auditório da Reitoria da UFRN, apresentou os resultados da última reunião entre o Governo e as centrais sindicais. A proposta do Governo Federal é de um reajuste de 9% dividido em dois anos, sendo metade em 2025 e metade em 2026. A proposta desagradou o segmento, que espera a reposição de perdas salariais de todos os anos que ficaram sem reajuste (desde 2017).

No ano passado, os técnicos-administrativos em educação tiveram 9% de aumento; contudo, os cálculos é de que as perdas pelos anos de congelamento chegam a 30%.

A greve foi aprovada por unanimidade. No dia 11 de março haverá uma assembleia para ratificar ou não a decisão; se confirmada, os servidores paralisarão as atividades por tempo indeterminado.




O Potengi

Portal de notícias e conteúdos do Rio Grande do Norte


Servidores técnico-administrativos da UFRN aprovam indicativo de greve para 11 de março



Imagem Reprodução/Web


Os servidores técnico-administrativos da UFRN aprovaram, na manhã de hoje (29), um indicativo de greve para o dia 11 de março. A medida vem em resposta à atitude do Governo Federal de insistir numa proposta de reajuste zero para a categoria no ano de 2024.

A assembleia, que foi realizada no Auditório da Reitoria da UFRN, apresentou os resultados da última reunião entre o Governo e as centrais sindicais. A proposta do Governo Federal é de um reajuste de 9% dividido em dois anos, sendo metade em 2025 e metade em 2026. A proposta desagradou o segmento, que espera a reposição de perdas salariais de todos os anos que ficaram sem reajuste (desde 2017).

No ano passado, os técnicos-administrativos em educação tiveram 9% de aumento; contudo, os cálculos é de que as perdas pelos anos de congelamento chegam a 30%.

A greve foi aprovada por unanimidade. No dia 11 de março haverá uma assembleia para ratificar ou não a decisão; se confirmada, os servidores paralisarão as atividades por tempo indeterminado.


0 0 Avaliações
Article Rating
Subscribe
Notify of
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver Todos