Reitoria do IFRN é fechada na manhã de hoje



5 1 Avalie a Postagem
Article Rating
Subscribe
Notify of
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver Todos

A greve dos servidores do Instituto Federal do Rio Grande do Norte (IFRN), iniciada em três de abril, não parece ter prazo para terminar. Hoje, por volta das seis horas da manhã, a Reitoria que fica no bairro Tirol, na capital potiguar, foi fechada.

Após a proposta do governo federal às reivindicações, os servidores decidiram intensificar a greve. Além do descontentamento com o percentual de aumento salarial, a paralisação prossegue por melhores condições de trabalho, além da defesa da autonomia e da qualidade da educação pública.

Conforme já publicado pelo portal O Potengi, os servidores têm uma agenda de mobilizações que incluem atos reuniões e plenárias até amanhã, quarta-feira.

De acordo com informações recebidas por nossa redação, amanhã o Campus Central será fechado.

Os servidores têm realizado as ações na reitoria, campus central, sindicatos e em locais de manifestações culturais, na tentativa de sensibilizar as autoridades e a sociedade sobre a importância de atender às reivindicações para garantir um ambiente educacional adequado e valorizado.

Greve

A greve começou no dia 3 de abril, com uma reunião em frente ao Campus Central no bairro do Tirol, professores e funcionários técnico-administrativos dos Institutos IFRN e de outras instituições federais de ensino, totalizando mais de 600 unidades, aderiram à luta. Já a partir do dia 8 do mesmo mês o calendário acadêmico de aulas deste ano foi suspenso, aos poucos 22 campis do Rio Grande do Norte foram fechando as portas.




O Potengi

Portal de notícias e conteúdos do Rio Grande do Norte


Reitoria do IFRN é fechada na manhã de hoje





A greve dos servidores do Instituto Federal do Rio Grande do Norte (IFRN), iniciada em três de abril, não parece ter prazo para terminar. Hoje, por volta das seis horas da manhã, a Reitoria que fica no bairro Tirol, na capital potiguar, foi fechada.

Após a proposta do governo federal às reivindicações, os servidores decidiram intensificar a greve. Além do descontentamento com o percentual de aumento salarial, a paralisação prossegue por melhores condições de trabalho, além da defesa da autonomia e da qualidade da educação pública.

Conforme já publicado pelo portal O Potengi, os servidores têm uma agenda de mobilizações que incluem atos reuniões e plenárias até amanhã, quarta-feira.

De acordo com informações recebidas por nossa redação, amanhã o Campus Central será fechado.

Os servidores têm realizado as ações na reitoria, campus central, sindicatos e em locais de manifestações culturais, na tentativa de sensibilizar as autoridades e a sociedade sobre a importância de atender às reivindicações para garantir um ambiente educacional adequado e valorizado.

Greve

A greve começou no dia 3 de abril, com uma reunião em frente ao Campus Central no bairro do Tirol, professores e funcionários técnico-administrativos dos Institutos IFRN e de outras instituições federais de ensino, totalizando mais de 600 unidades, aderiram à luta. Já a partir do dia 8 do mesmo mês o calendário acadêmico de aulas deste ano foi suspenso, aos poucos 22 campis do Rio Grande do Norte foram fechando as portas.


5 1 Avalie a Postagem
Article Rating
Subscribe
Notify of
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver Todos