0 0 Avaliações
Article Rating
Subscribe
Notify of
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver Todos

O Instituto Municipal de Proteção e Defesa do Consumidor do Natal (Procon Natal) realizou pesquisa de preço de Equipamentos de Proteção Individual (EPIs), como luvas de látex para procedimentos e máscaras descartáveis de tripla proteção no comércio da capital. Foram pesquisados um total de 39 estabelecimentos comerciais, farmácias, drogarias e comércio de produtos hospitalares, nas quatro regiões administrativas. A pesquisa foi realizada entre os dias 11 e 18 do mês de abril; no entanto, em apenas 29 estabelecimentos foram encontrados produtos em quantidade satisfatória para venda ao consumidor.

O estudo do Núcleo de Pesquisa do Procon tem por objetivo esclarecer aos consumidores onde encontrar Equipamentos de Proteção Individual com os melhores preços nos dias de pós-pandemia de Covid-19. Neste ano o preço médio encontrado na caixa de luvas de procedimentos de látex, com 100 unidades, foi de R$ 35,36. Em 2023 esse mesmo produto custava R$ 59,98. Uma redução de R$ 24,62 de um ano para o outro, com variação negativa de 69,63%. Em relação às máscaras descartáveis com tripla proteção nasal, caixa com 50 unidades, foi verificado o mesmo comportamento, ou seja, uma redução nos preços do comércio. No ano passado, o preço médio das máscaras pesquisado foi de R$ 20,86, e neste ano a pesquisa encontrou o mesmo produto sendo vendido, em média nos estabelecimentos pesquisado, por R$ 17,98, uma diferença em reais de um ano para o outro de R$ 2,88. Isso representa uma variação negativa de 16,02%. O comportamento de queda nos preços vem sendo observado consecutivamente a cada ano da pesquisa. É o que mostram os dados analisados pelo Procon Municipal.

O Instituto ressalta a importância do consumidor pesquisar os preços em vários bairros, se possível, uma vez que a pesquisa abrangeu todas as regiões da cidade, em localidades próximas a hospitais, bairros distantes dos grandes centros e até mesmo em grandes redes nacionais e regionais do comércio da capital potiguar. O estudo apontou também que a caixa de luvas da marca Medix é a mais popular e está presente em 65% dos estabelecimentos. O maior preço encontrado para o produto foi de R$ 79,99 e o menor preço de R$ 25,00. Isso representa uma variação de 219,96% entre o maior e o menor preço pesquisado do mesmo produto, ou seja, uma diferença em reais de R$ 54,99. Analisando as máscaras, o Procon verificou que a Medix está presente em 62% dos estabelecimentos pesquisados. O produto teve variação de 461,69% entre o maior preço (R$ 49,99) e o menor (R$ 8,90), ou seja, uma diferença em reais do mesmo produto em estabelecimentos diferentes de R$ 41,09.

A máscara é muito utilizada por consumidores que necessitam de cuidados e cuidadores em seu lar. A pesquisa encontrou, ainda, preços e marcas diferentes, e o consumidor deve avaliar a qualidade e os preços nos estabelecimentos, prevalecendo seus direitos antes da compra. Diante disso, o Procon Natal elaborou uma lista com variações entre o maior e o menor preço, com os endereços e telefones dos estabelecimentos pesquisados, assim como os preços mais baratos encontrados na pesquisa, e disponibilizou em sua página no endereço eletrônico www.natal.rn.gov.br/procon/pesquisa. É permitido cópia dos dados da pesquisa, desde que seja citada a fonte: Núcleo de Pesquisa Procon Natal. No entanto, é vedada a utilização do material, integral ou parcial, para fins de anúncio publicitário comercial de qualquer espécie.

O Instituto adverte, ainda, os consumidores que pretendam fazer compras pela internet, que fiquem atentos ao frete, que encarecem o produto, como também estejam atentos a golpes ou fraudes nas compras. Na hora de adquirir um produto na web o consumidor deve observar alguns cuidados, tais como verificar se o site é seguro e confiável, preferência a marcas conhecidas, desconfiar de ofertas com preço muito baixo e ficar atento ao compartilhar seus dados pessoais.
O Procon Natal está com sua equipe de atendimento pronta para atender as demandas do consumidor natalense, e caso tenha sido infringido o seu direito, ele deve denunciar pelo telefone (84) 3232-9050 e WhatsApp 84 98870-3665, ou até mesmo presencialmente na sede do órgão, localizado na rua Ulisses Caldas, 181 – Cidade Alta – Natal.

O Potengi

Portal de notícias e conteúdos do Rio Grande do Norte



Procon Natal realiza pesquisa de preço de Produtos de Proteção Individual (EPI´s)



O Instituto Municipal de Proteção e Defesa do Consumidor do Natal (Procon Natal) realizou pesquisa de preço de Equipamentos de Proteção Individual (EPIs), como luvas de látex para procedimentos e máscaras descartáveis de tripla proteção no comércio da capital. Foram pesquisados um total de 39 estabelecimentos comerciais, farmácias, drogarias e comércio de produtos hospitalares, nas quatro regiões administrativas. A pesquisa foi realizada entre os dias 11 e 18 do mês de abril; no entanto, em apenas 29 estabelecimentos foram encontrados produtos em quantidade satisfatória para venda ao consumidor.

O estudo do Núcleo de Pesquisa do Procon tem por objetivo esclarecer aos consumidores onde encontrar Equipamentos de Proteção Individual com os melhores preços nos dias de pós-pandemia de Covid-19. Neste ano o preço médio encontrado na caixa de luvas de procedimentos de látex, com 100 unidades, foi de R$ 35,36. Em 2023 esse mesmo produto custava R$ 59,98. Uma redução de R$ 24,62 de um ano para o outro, com variação negativa de 69,63%. Em relação às máscaras descartáveis com tripla proteção nasal, caixa com 50 unidades, foi verificado o mesmo comportamento, ou seja, uma redução nos preços do comércio. No ano passado, o preço médio das máscaras pesquisado foi de R$ 20,86, e neste ano a pesquisa encontrou o mesmo produto sendo vendido, em média nos estabelecimentos pesquisado, por R$ 17,98, uma diferença em reais de um ano para o outro de R$ 2,88. Isso representa uma variação negativa de 16,02%. O comportamento de queda nos preços vem sendo observado consecutivamente a cada ano da pesquisa. É o que mostram os dados analisados pelo Procon Municipal.

O Instituto ressalta a importância do consumidor pesquisar os preços em vários bairros, se possível, uma vez que a pesquisa abrangeu todas as regiões da cidade, em localidades próximas a hospitais, bairros distantes dos grandes centros e até mesmo em grandes redes nacionais e regionais do comércio da capital potiguar. O estudo apontou também que a caixa de luvas da marca Medix é a mais popular e está presente em 65% dos estabelecimentos. O maior preço encontrado para o produto foi de R$ 79,99 e o menor preço de R$ 25,00. Isso representa uma variação de 219,96% entre o maior e o menor preço pesquisado do mesmo produto, ou seja, uma diferença em reais de R$ 54,99. Analisando as máscaras, o Procon verificou que a Medix está presente em 62% dos estabelecimentos pesquisados. O produto teve variação de 461,69% entre o maior preço (R$ 49,99) e o menor (R$ 8,90), ou seja, uma diferença em reais do mesmo produto em estabelecimentos diferentes de R$ 41,09.

A máscara é muito utilizada por consumidores que necessitam de cuidados e cuidadores em seu lar. A pesquisa encontrou, ainda, preços e marcas diferentes, e o consumidor deve avaliar a qualidade e os preços nos estabelecimentos, prevalecendo seus direitos antes da compra. Diante disso, o Procon Natal elaborou uma lista com variações entre o maior e o menor preço, com os endereços e telefones dos estabelecimentos pesquisados, assim como os preços mais baratos encontrados na pesquisa, e disponibilizou em sua página no endereço eletrônico www.natal.rn.gov.br/procon/pesquisa. É permitido cópia dos dados da pesquisa, desde que seja citada a fonte: Núcleo de Pesquisa Procon Natal. No entanto, é vedada a utilização do material, integral ou parcial, para fins de anúncio publicitário comercial de qualquer espécie.

O Instituto adverte, ainda, os consumidores que pretendam fazer compras pela internet, que fiquem atentos ao frete, que encarecem o produto, como também estejam atentos a golpes ou fraudes nas compras. Na hora de adquirir um produto na web o consumidor deve observar alguns cuidados, tais como verificar se o site é seguro e confiável, preferência a marcas conhecidas, desconfiar de ofertas com preço muito baixo e ficar atento ao compartilhar seus dados pessoais.
O Procon Natal está com sua equipe de atendimento pronta para atender as demandas do consumidor natalense, e caso tenha sido infringido o seu direito, ele deve denunciar pelo telefone (84) 3232-9050 e WhatsApp 84 98870-3665, ou até mesmo presencialmente na sede do órgão, localizado na rua Ulisses Caldas, 181 – Cidade Alta – Natal.


0 0 Avaliações
Article Rating
Subscribe
Notify of
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver Todos