Imagem Exoneração foi publicada no Diário Oficial de Mossoró – Foto: Allan Phablo (SECOM/PMM)

0 0 Avaliações
Article Rating
Subscribe
Notify of
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver Todos

O prefeito de Mossoró, Allyson Bezerra (União Brasil), decidiu exonerar Thiago Bento do cargo de diretor do Departamento de Gestão Cultural da prefeitura. A demissão foi anunciada na edição do Diário Oficial do Município desta quarta-feira (1º). A decisão foi uma resposta à divulgação de um áudio no qual supostamente Thiago Bento discute a prática de inflar os valores de contratos com companhias teatrais em Mossoró.

Em uma declaração oficial, a prefeitura de Mossoró afirmou: “A Prefeitura de Mossoró tomou conhecimento de um áudio envolvendo um servidor municipal, que tratava de um suposto caso de irregularidade no manejo dos assuntos públicos. Este servidor foi exonerado, e o assunto será agora investigado pelas autoridades competentes”.

No áudio mencionado, a voz atribuída a Thiago Bento menciona a estratégia de aumentar os cachês com o intuito de assegurar uma espécie de comissão nos contratos. Ele diz: “Há certas questões aqui que eu preciso ajustar. Então, o que devo fazer para não ficar sem receber nada? Vou listar o cachê como 25 mil. Assim, serão 5 mil para mim, entende?”.

Outro trecho revelado do áudio mostra Thiago Bento sugerindo: “Digamos que a companhia esteja cobrando 20 mil, 25 mil, nós listamos como 50 mil para a companhia”.

O Potengi

Portal de notícias e conteúdos do Rio Grande do Norte



Prefeito de Mossoró exonera diretor após vazamento de áudio sugerir superfaturamento em contratos



O prefeito de Mossoró, Allyson Bezerra (União Brasil), decidiu exonerar Thiago Bento do cargo de diretor do Departamento de Gestão Cultural da prefeitura. A demissão foi anunciada na edição do Diário Oficial do Município desta quarta-feira (1º). A decisão foi uma resposta à divulgação de um áudio no qual supostamente Thiago Bento discute a prática de inflar os valores de contratos com companhias teatrais em Mossoró.

Em uma declaração oficial, a prefeitura de Mossoró afirmou: “A Prefeitura de Mossoró tomou conhecimento de um áudio envolvendo um servidor municipal, que tratava de um suposto caso de irregularidade no manejo dos assuntos públicos. Este servidor foi exonerado, e o assunto será agora investigado pelas autoridades competentes”.

No áudio mencionado, a voz atribuída a Thiago Bento menciona a estratégia de aumentar os cachês com o intuito de assegurar uma espécie de comissão nos contratos. Ele diz: “Há certas questões aqui que eu preciso ajustar. Então, o que devo fazer para não ficar sem receber nada? Vou listar o cachê como 25 mil. Assim, serão 5 mil para mim, entende?”.

Outro trecho revelado do áudio mostra Thiago Bento sugerindo: “Digamos que a companhia esteja cobrando 20 mil, 25 mil, nós listamos como 50 mil para a companhia”.


0 0 Avaliações
Article Rating
Subscribe
Notify of
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver Todos