Imagem Jean Paul Prates e Fátima Bezerra – Foto: Magnus Nascimento

5 1 Avalie a Postagem
Article Rating
Subscribe
Notify of
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver Todos

Terminou a queda de braço entre Jean Paul Prates e Rui Costa. Venceu o baiano, que derrubou o carioca/potiguar e indicou sua provável sucessora.

Nesta terça-feira, o presidente Lula comunicou a Jean Paul Prates sua demissão do comando da Petrobras. A decisão foi tomada durante uma reunião no Palácio do Planalto, que contou com a presença dos ministros de Minas e Energia, Alexandre Silveira, e da Casa Civil, Rui Costa.

Segundo informações apuradas pelo Estadão/Broadcast, a justificativa para a demissão de Prates foi a “demora de entrega de promessas”, refletindo a insatisfação do governo com o ritmo de implementação dos projetos da empresa.

Jean Paul Prates, que assumiu a presidência da Petrobras em janeiro de 2023, enfrentou críticas internas pela lentidão na execução de iniciativas estratégicas, especialmente aquelas relacionadas à encomenda de navios aos estaleiros brasileiros. A falta de celeridade na concretização desses projetos foi um dos principais pontos de tensão entre a diretoria da Petrobras e o governo federal.

Para substituir Prates, Lula deve indicar Magda Chambriard, ex-diretora-geral da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP). A indicação de Chambriard é outra vitória do ministro da Casa Civil, Rui Costa.

O Potengi

Portal de notícias e conteúdos do Rio Grande do Norte



Lula demite Jean Paul Prates da Petrobras e sugere incompetência



Terminou a queda de braço entre Jean Paul Prates e Rui Costa. Venceu o baiano, que derrubou o carioca/potiguar e indicou sua provável sucessora.

Nesta terça-feira, o presidente Lula comunicou a Jean Paul Prates sua demissão do comando da Petrobras. A decisão foi tomada durante uma reunião no Palácio do Planalto, que contou com a presença dos ministros de Minas e Energia, Alexandre Silveira, e da Casa Civil, Rui Costa.

Segundo informações apuradas pelo Estadão/Broadcast, a justificativa para a demissão de Prates foi a “demora de entrega de promessas”, refletindo a insatisfação do governo com o ritmo de implementação dos projetos da empresa.

Jean Paul Prates, que assumiu a presidência da Petrobras em janeiro de 2023, enfrentou críticas internas pela lentidão na execução de iniciativas estratégicas, especialmente aquelas relacionadas à encomenda de navios aos estaleiros brasileiros. A falta de celeridade na concretização desses projetos foi um dos principais pontos de tensão entre a diretoria da Petrobras e o governo federal.

Para substituir Prates, Lula deve indicar Magda Chambriard, ex-diretora-geral da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP). A indicação de Chambriard é outra vitória do ministro da Casa Civil, Rui Costa.


5 1 Avalie a Postagem
Article Rating
Subscribe
Notify of
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver Todos