0 0 Avaliações
Article Rating
Subscribe
Notify of
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver Todos

Jaime Calado, ex-prefeito de São Gonçalo do Amarante, decidiu deixar o governo do PT para enfrentar o partido nas eleições municipais de 2024. Ele é pré-candidato à prefeitura do município em oposição ao atual prefeito Eraldo Paiva. Essa decisão surpreendeu muitos, já que Jaime havia sido eleito pelo PT em 2008 e reeleito em 2012 para o cargo de prefeito. Sua pré-candidatura levanta questionamentos sobre a relação de apoio entre o PSD, partido ao qual Jaime é filiado, e o PT, uma vez que sua esposa, Zenaide Maia, é senadora e presidente do diretório do PSD no Rio Grande do Norte, além de ser vice-líder do governo no Senado.

A situação se complica ainda mais devido ao apoio que o PT recebe da esposa de Jaime. Zenaide Maia é uma figura importante dentro do PSD e sua relação política com o PT pode ser abalada com a decisão de Jaime de se opor ao partido. Isso pode resultar não apenas na perda de um secretário para o governo da governadora Fátima Bezerra, mas também na perda de um aliado político. A relação entre os dois partidos será testada não apenas em São Gonçalo do Amarante, mas também em Natal, onde o PSD enfrentará o PT com a candidatura de Carlos Eduardo Alves à prefeitura. O PT, por sua vez, busca viabilizar uma candidatura própria por meio da deputada federal Natália Bonavides.

A decisão de Jaime Calado de deixar o governo do PT para enfrentar o partido em São Gonçalo do Amarante e a possibilidade de rompimento entre o PSD e o PT levantam diversas dúvidas sobre o cenário político no Rio Grande do Norte. A disputa eleitoral promete ser acirrada e a relação entre os dois partidos será colocada à prova. Resta aguardar para ver como essa situação irá se desenrolar e quais serão as consequências políticas dessa decisão de Jaime Calado.

O Potengi

Portal de notícias e conteúdos do Rio Grande do Norte



Jaime Calado deixa pasta no governo para disputar as Eleições em São Gonçalo do Amarante



Jaime Calado, ex-prefeito de São Gonçalo do Amarante, decidiu deixar o governo do PT para enfrentar o partido nas eleições municipais de 2024. Ele é pré-candidato à prefeitura do município em oposição ao atual prefeito Eraldo Paiva. Essa decisão surpreendeu muitos, já que Jaime havia sido eleito pelo PT em 2008 e reeleito em 2012 para o cargo de prefeito. Sua pré-candidatura levanta questionamentos sobre a relação de apoio entre o PSD, partido ao qual Jaime é filiado, e o PT, uma vez que sua esposa, Zenaide Maia, é senadora e presidente do diretório do PSD no Rio Grande do Norte, além de ser vice-líder do governo no Senado.

A situação se complica ainda mais devido ao apoio que o PT recebe da esposa de Jaime. Zenaide Maia é uma figura importante dentro do PSD e sua relação política com o PT pode ser abalada com a decisão de Jaime de se opor ao partido. Isso pode resultar não apenas na perda de um secretário para o governo da governadora Fátima Bezerra, mas também na perda de um aliado político. A relação entre os dois partidos será testada não apenas em São Gonçalo do Amarante, mas também em Natal, onde o PSD enfrentará o PT com a candidatura de Carlos Eduardo Alves à prefeitura. O PT, por sua vez, busca viabilizar uma candidatura própria por meio da deputada federal Natália Bonavides.

A decisão de Jaime Calado de deixar o governo do PT para enfrentar o partido em São Gonçalo do Amarante e a possibilidade de rompimento entre o PSD e o PT levantam diversas dúvidas sobre o cenário político no Rio Grande do Norte. A disputa eleitoral promete ser acirrada e a relação entre os dois partidos será colocada à prova. Resta aguardar para ver como essa situação irá se desenrolar e quais serão as consequências políticas dessa decisão de Jaime Calado.


0 0 Avaliações
Article Rating
Subscribe
Notify of
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver Todos