0 0 Avaliações
Article Rating
Subscribe
Notify of
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver Todos

O espetáculo “Ocasos Familiares”, do grupo seridoense Jurema Coletivo de Dança, chega a Natal pela primeira vez neste sábado (4). Após uma estreia bem-sucedida em Caicó no mês passado, o evento promete encantar o público da capital potiguar com duas apresentações no espaço Gira Dança, às 15h e 19h30, respectivamente.

O espetáculo, escrito e dirigido por Mauricio Motta, mergulha nas reflexões sobre o cotidiano das mulheres, expondo as nuances do mundo em que vivemos. Por meio da dança, o público é convidado a refletir sobre questões como repetição, opressão e violência, ainda presentes na atualidade.

Para Motta, é fundamental que se mantenham os “olhos abertos” e que não se cale diante das injustiças e repressões cotidianas. A peça não apenas busca entreter, mas também provocar uma reflexão profunda sobre temas pertinentes à sociedade contemporânea.

O Coletivo Jurema, composto por artistas como Mônica Bellotto e Maurício Motta, vem conquistando seu espaço na cena artística do Rio Grande do Norte. Com uma abordagem contemporânea e ousada, o grupo tem se destacado pela qualidade de suas produções e pela capacidade de gerar reflexões significativas em seu público.

O espetáculo é uma realização da Associação Cultural Trapiá e Jurema Coletivo de Dança, com apoio do Programa Funarte Retomada 2023 – Dança, Ministério da Cultura e Governo Federal, e conta com produção local da Mapa Realizações Culturais. Os ingressos são gratuitos e podem ser adquiridos através do site Sympla.

O Potengi

Portal de notícias e conteúdos do Rio Grande do Norte



Espetáculo Seridoense “Ocasos Familiares” se apresenta em Natal pela primeira vez neste sábado (4)



O espetáculo “Ocasos Familiares”, do grupo seridoense Jurema Coletivo de Dança, chega a Natal pela primeira vez neste sábado (4). Após uma estreia bem-sucedida em Caicó no mês passado, o evento promete encantar o público da capital potiguar com duas apresentações no espaço Gira Dança, às 15h e 19h30, respectivamente.

O espetáculo, escrito e dirigido por Mauricio Motta, mergulha nas reflexões sobre o cotidiano das mulheres, expondo as nuances do mundo em que vivemos. Por meio da dança, o público é convidado a refletir sobre questões como repetição, opressão e violência, ainda presentes na atualidade.

Para Motta, é fundamental que se mantenham os “olhos abertos” e que não se cale diante das injustiças e repressões cotidianas. A peça não apenas busca entreter, mas também provocar uma reflexão profunda sobre temas pertinentes à sociedade contemporânea.

O Coletivo Jurema, composto por artistas como Mônica Bellotto e Maurício Motta, vem conquistando seu espaço na cena artística do Rio Grande do Norte. Com uma abordagem contemporânea e ousada, o grupo tem se destacado pela qualidade de suas produções e pela capacidade de gerar reflexões significativas em seu público.

O espetáculo é uma realização da Associação Cultural Trapiá e Jurema Coletivo de Dança, com apoio do Programa Funarte Retomada 2023 – Dança, Ministério da Cultura e Governo Federal, e conta com produção local da Mapa Realizações Culturais. Os ingressos são gratuitos e podem ser adquiridos através do site Sympla.


0 0 Avaliações
Article Rating
Subscribe
Notify of
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver Todos