0 0 Avaliações
Article Rating
Subscribe
Notify of
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver Todos

Dois presos fugiram nesta terça-feira (30) da Penitenciária Estadual Rogério Coutinho Madruga, que fica no Complexo de Alcaçuz, em Nísia Floresta, na Grande NatalA informação foi confirmada pela Secretaria de Administração Penitenciária (Seap).

De acordo com a pasta, as forças de segurança foram mobilizadas para recapturar os detentos, mas até a atualização mais recente desta reportagem eles seguiam foragidos.

Os fugitivos, segundo a Seap, são:

  • Gustavo da Rocha Dias, 30 anos; e
  • Ricardo Campelo da Silva, 43 anos


A Seap informou ainda que os fugitivos são “dois internos qualificados para serviços” e que iniciou a apuração das circunstâncias da fuga. A pasta não informou como a fuga ocorreu e nem o horário.

Segundo a Seap, informações que possam levar a recaptura dos foragidos devem ser repassadas através do Disque Denúncia 181 ou pelo 190.

A fuga mais recente no complexo penitenciário de Alcaçuz havia ocorrido em julho de 2021, quando 12 presos escaparam do presídio.

Massacre

Em 2017, o Complexo Penitenciário de Alcaçuz, onde está inserida a Penitenciária Estadual Rogério Coutinho Madruga, passou por uma rebelião que terminou com a morte de pelo menos 26 presos – quase todos decapitados – e a fuga de outros 56. O episódio ficou conhecido como “Massacre de Alcaçuz”.

Criada em 1998, a Penitenciária de Alcaçuz seria a solução para acabar com os problemas gerados pela Penitenciária Central Doutor João Chaves, conhecida por “Caldeirão do Diabo”, na Zona Norte de Natal.

O Potengi

Portal de notícias e conteúdos do Rio Grande do Norte



Dois presos fogem de penitenciária na Grande Natal



Dois presos fugiram nesta terça-feira (30) da Penitenciária Estadual Rogério Coutinho Madruga, que fica no Complexo de Alcaçuz, em Nísia Floresta, na Grande NatalA informação foi confirmada pela Secretaria de Administração Penitenciária (Seap).

De acordo com a pasta, as forças de segurança foram mobilizadas para recapturar os detentos, mas até a atualização mais recente desta reportagem eles seguiam foragidos.

Os fugitivos, segundo a Seap, são:

  • Gustavo da Rocha Dias, 30 anos; e
  • Ricardo Campelo da Silva, 43 anos


A Seap informou ainda que os fugitivos são “dois internos qualificados para serviços” e que iniciou a apuração das circunstâncias da fuga. A pasta não informou como a fuga ocorreu e nem o horário.

Segundo a Seap, informações que possam levar a recaptura dos foragidos devem ser repassadas através do Disque Denúncia 181 ou pelo 190.

A fuga mais recente no complexo penitenciário de Alcaçuz havia ocorrido em julho de 2021, quando 12 presos escaparam do presídio.

Massacre

Em 2017, o Complexo Penitenciário de Alcaçuz, onde está inserida a Penitenciária Estadual Rogério Coutinho Madruga, passou por uma rebelião que terminou com a morte de pelo menos 26 presos – quase todos decapitados – e a fuga de outros 56. O episódio ficou conhecido como “Massacre de Alcaçuz”.

Criada em 1998, a Penitenciária de Alcaçuz seria a solução para acabar com os problemas gerados pela Penitenciária Central Doutor João Chaves, conhecida por “Caldeirão do Diabo”, na Zona Norte de Natal.


0 0 Avaliações
Article Rating
Subscribe
Notify of
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver Todos