Imagem Reprodução/Web

0 0 Avaliações
Article Rating
Subscribe
Notify of
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver Todos

De acordo com o Sistema de Monitoramento da Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte (Emparn), o estado terminou o ano com volumes de chuva acima da média esperada, seguindo o que aconteceu em 2022.

Em 2023, choveu o equivalente a 897,2mm, enquanto o esperado era de 821,2mm, representando 9,2% acima do acumulado esperado para os 12 meses. A região Agreste foi a mais chuvosa em termos percentuais, com 836,6 mm (+36,6%), seguida do Oeste Potiguar com 902mm (+ 23%) e Central Potiguar com 611mm (+4,2). Mais de 80% dos 167 municípios do estado ficaram classificados entre as categorias normal, chuvosos e muito chuvosos, entre eles a maior parte das cidades do Potengi.

Apenas a região Leste Potiguar registrou volumes abaixo da média esperada com percentual negativo de 8,6% (1.238,8mm).

O Potengi

Portal de notícias e conteúdos do Rio Grande do Norte



Chuvas no Rio Grande do Norte ficaram acima da média esperada em 2023



De acordo com o Sistema de Monitoramento da Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte (Emparn), o estado terminou o ano com volumes de chuva acima da média esperada, seguindo o que aconteceu em 2022.

Em 2023, choveu o equivalente a 897,2mm, enquanto o esperado era de 821,2mm, representando 9,2% acima do acumulado esperado para os 12 meses. A região Agreste foi a mais chuvosa em termos percentuais, com 836,6 mm (+36,6%), seguida do Oeste Potiguar com 902mm (+ 23%) e Central Potiguar com 611mm (+4,2). Mais de 80% dos 167 municípios do estado ficaram classificados entre as categorias normal, chuvosos e muito chuvosos, entre eles a maior parte das cidades do Potengi.

Apenas a região Leste Potiguar registrou volumes abaixo da média esperada com percentual negativo de 8,6% (1.238,8mm).


0 0 Avaliações
Article Rating
Subscribe
Notify of
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver Todos