Nísia Floresta

0 0 Avaliações
Article Rating
Subscribe
Notify of
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver Todos

Os apicultores vinculados à Cooperativa Potiguar de Produção Agropecuária (Coopa), em Nísia Floresta, celebram a obtenção do registro para comercialização de mel em outras regiões do Rio Grande do Norte. 

Essa certificação, concedida pelo Instituto de Defesa e Inspeção Agropecuária do estado (Idiarn), é um marco significativo para os 30 apicultores cooperados, que agora podem vender seus produtos com rótulo próprio e em conformidade com as normas estaduais.

Essa conquista representa o fim da dependência de atravessadores, que antes comprometiam os preços e prejudicavam o faturamento do grupo. Com um entreposto em Nísia Floresta capacitado para processar aproximadamente 15 toneladas de mel anualmente, além de outros derivados como o pólen, a cooperativa agora tem a liberdade de escoar sua produção formalmente em todo o estado.

José Miranda, presidente da Coopa, ressalta a importância desse selo para os apicultores, afirmando que “com esse selo, nós, apicultores, teremos para onde escoar o mel de maneira formal em todo o estado, diminuindo sensivelmente um dos principais gargalos, que era a venda do produto”.

A falta dessa autorização estava impactando negativamente a atividade na região, forçando muitos apicultores a abandonar a prática. A obtenção do selo do Idiarn agora impulsiona o setor, permitindo que a cooperativa alcance seu potencial total de processamento de mel.

Essa conquista não só representa um avanço para os apicultores de Nísia Floresta, mas também fortalece o setor apícola no estado, incentivando a produção de alta qualidade e abrindo portas para novas oportunidades comerciais.

Fonte: Redação

Imagem:  Internet

O Potengi

Portal de notícias e conteúdos do Rio Grande do Norte



Apicultores de Nísia Floresta recebem registro para venda do mel



Nísia Floresta

Os apicultores vinculados à Cooperativa Potiguar de Produção Agropecuária (Coopa), em Nísia Floresta, celebram a obtenção do registro para comercialização de mel em outras regiões do Rio Grande do Norte. 

Essa certificação, concedida pelo Instituto de Defesa e Inspeção Agropecuária do estado (Idiarn), é um marco significativo para os 30 apicultores cooperados, que agora podem vender seus produtos com rótulo próprio e em conformidade com as normas estaduais.

Essa conquista representa o fim da dependência de atravessadores, que antes comprometiam os preços e prejudicavam o faturamento do grupo. Com um entreposto em Nísia Floresta capacitado para processar aproximadamente 15 toneladas de mel anualmente, além de outros derivados como o pólen, a cooperativa agora tem a liberdade de escoar sua produção formalmente em todo o estado.

José Miranda, presidente da Coopa, ressalta a importância desse selo para os apicultores, afirmando que “com esse selo, nós, apicultores, teremos para onde escoar o mel de maneira formal em todo o estado, diminuindo sensivelmente um dos principais gargalos, que era a venda do produto”.

A falta dessa autorização estava impactando negativamente a atividade na região, forçando muitos apicultores a abandonar a prática. A obtenção do selo do Idiarn agora impulsiona o setor, permitindo que a cooperativa alcance seu potencial total de processamento de mel.

Essa conquista não só representa um avanço para os apicultores de Nísia Floresta, mas também fortalece o setor apícola no estado, incentivando a produção de alta qualidade e abrindo portas para novas oportunidades comerciais.

Fonte: Redação

Imagem:  Internet


0 0 Avaliações
Article Rating
Subscribe
Notify of
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver Todos