Preço de combustíveis pode subir com bloqueio na BR-304



0 0 Avaliações
Article Rating
Subscribe
Notify of
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver Todos

As intervenções ocorridas no trecho da BR-304 por causa do desabamento de uma ponte na altura do Município de Lajes, poderá aumentar os custos do transporte de combustíveis, o que deve gerar impactos no bolso do consumidor final. Maxwel Flor, presidente do Sindipostos RN avalia, no entanto, que os efeitos não serão significativos, uma vez que a principal via de escoamento é a chamada Estrada do Óleo, que dá acesso a Macau e que não foi afetada por problemas decorrentes das últimas chuvas. Ainda em razão disso, assegura Flor, não há riscos de desabastecimentos nos postos de abastecimento do Estado.

O presidente do SindipostosRN explica que a rodovia [BR-304] não é a principal para o transporte dos combustíveis que vêm da Refinaria. “Mas é lógico que, para algumas áreas do Estado, não há como não haver impactos na logística, cujo problema será resolvido por meio de desvios. O que teremos é um tempo de entrega mais longo, nesses casos, e aumento de custos com o frete”, detalha Maxwel Flor.

Por causa dos problemas na BR, técnicos do Departamento de Estradas de Rodagem (DER), Departamento Nacional de Infraestrutura de Transporte (DNIT) e Defesa Civil inspecionaram os trechos de rodovias estaduais e federais na segunda-feira (1º), para verificar os danos causados pelas chuvas e definir as providências necessárias. Em parceria com a Polícia Rodoviária Federal, o Governo do Estado informou as rotas alternativas para desvio da BR-304, entre o km 204 e 206, que está completamente interditado, sem previsão para liberação, em razão da queda da ponte.

Preço de combustíveis pode subir com bloqueio na BR-304



As intervenções ocorridas no trecho da BR-304 por causa do desabamento de uma ponte na altura do Município de Lajes, poderá aumentar os custos do transporte de combustíveis, o que deve gerar impactos no bolso do consumidor final. Maxwel Flor, presidente do Sindipostos RN avalia, no entanto, que os efeitos não serão significativos, uma vez que a principal via de escoamento é a chamada Estrada do Óleo, que dá acesso a Macau e que não foi afetada por problemas decorrentes das últimas chuvas. Ainda em razão disso, assegura Flor, não há riscos de desabastecimentos nos postos de abastecimento do Estado.

O presidente do SindipostosRN explica que a rodovia [BR-304] não é a principal para o transporte dos combustíveis que vêm da Refinaria. “Mas é lógico que, para algumas áreas do Estado, não há como não haver impactos na logística, cujo problema será resolvido por meio de desvios. O que teremos é um tempo de entrega mais longo, nesses casos, e aumento de custos com o frete”, detalha Maxwel Flor.

Por causa dos problemas na BR, técnicos do Departamento de Estradas de Rodagem (DER), Departamento Nacional de Infraestrutura de Transporte (DNIT) e Defesa Civil inspecionaram os trechos de rodovias estaduais e federais na segunda-feira (1º), para verificar os danos causados pelas chuvas e definir as providências necessárias. Em parceria com a Polícia Rodoviária Federal, o Governo do Estado informou as rotas alternativas para desvio da BR-304, entre o km 204 e 206, que está completamente interditado, sem previsão para liberação, em razão da queda da ponte.


0 0 Avaliações
Article Rating
Subscribe
Notify of
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver Todos

O Potengi

Portal de notícias e conteúdos do Rio Grande do Norte