Prefeitura de Natal entrega 26 apartamentos em Mãe Luíza



0 0 Avaliações
Article Rating
Subscribe
Notify of
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver Todos

A Prefeitura de Natal entregou 26 apartamentos para os atingidos pelos desmoronamentos em Mãe Luiza no ano de 2014, quando fortes chuvas destruíram a rua Guanabara. A entrega das chaves dos apartamentos foi realizada pelo prefeito Álvaro Dias, juntamente com a secretária Municipal de Habitação (Seharpe), Shirley Cavalcanti e outros auxiliares. O Residencial Mãe Luíza está localizado numa das principais vias do bairro, na Rua João XXIII. “Para nós, é motivo de orgulho, de satisfação, de alegria e de uma honra muito grande poder ter realizado com recursos próprios a construção dessas moradias para restituir a dignidade, a tranquilidade da moradia dessas famílias”, disse o prefeito.


Ele destacou que os moradores permanecerão no bairro, próximos às suas histórias, amigos, familiares e aos equipamentos públicos que já conhecem. “Vão ocupar o seu espaço, seu local, no mesmo bairro, nas proximidades de onde ocorreu o desastre”, enfatizou. A tragédia em Mãe Luiza começou no dia 13 de junho de 2014, quando fortes e intensas chuvas provocaram até o dia seguinte o deslizamento da encosta entre a Rua Guanabara e a Avenida Sílvio Pedroza.

Com o deslizamento, 26 imóveis caíram ou foram demolidos pelos órgãos públicos porque ficaram comprometidos. Cerca de 20 outros imóveis precisaram de reformas. A gigante cratera que se abriu entre Mãe Luíza e o bairro de Areia Preta foi fechada e a área, juntamente com o sistema de drenagem e esgotamento, foi revitalizada, dando lugar a uma grande escadaria, hoje ponto turístico, ligando as duas principais vias atingidas. Contudo, a situação da moradia das famílias permaneceu indefinida por quase dez anos. Agora, a Prefeitura concluiu as casas.

Ao todo foram erguidas 29 unidades habitacionais de interesse social no empreendimento. A gestão municipal investiu ao todo R$ 4,5 milhões em recursos próprios nas unidades habitacionais, que possuem 49,89m² e contam com dois quartos, sala, banheiro, cozinha e acessibilidade para pessoas com deficiência.




O Potengi

Portal de notícias e conteúdos do Rio Grande do Norte


Prefeitura de Natal entrega 26 apartamentos em Mãe Luíza





A Prefeitura de Natal entregou 26 apartamentos para os atingidos pelos desmoronamentos em Mãe Luiza no ano de 2014, quando fortes chuvas destruíram a rua Guanabara. A entrega das chaves dos apartamentos foi realizada pelo prefeito Álvaro Dias, juntamente com a secretária Municipal de Habitação (Seharpe), Shirley Cavalcanti e outros auxiliares. O Residencial Mãe Luíza está localizado numa das principais vias do bairro, na Rua João XXIII. “Para nós, é motivo de orgulho, de satisfação, de alegria e de uma honra muito grande poder ter realizado com recursos próprios a construção dessas moradias para restituir a dignidade, a tranquilidade da moradia dessas famílias”, disse o prefeito.


Ele destacou que os moradores permanecerão no bairro, próximos às suas histórias, amigos, familiares e aos equipamentos públicos que já conhecem. “Vão ocupar o seu espaço, seu local, no mesmo bairro, nas proximidades de onde ocorreu o desastre”, enfatizou. A tragédia em Mãe Luiza começou no dia 13 de junho de 2014, quando fortes e intensas chuvas provocaram até o dia seguinte o deslizamento da encosta entre a Rua Guanabara e a Avenida Sílvio Pedroza.

Com o deslizamento, 26 imóveis caíram ou foram demolidos pelos órgãos públicos porque ficaram comprometidos. Cerca de 20 outros imóveis precisaram de reformas. A gigante cratera que se abriu entre Mãe Luíza e o bairro de Areia Preta foi fechada e a área, juntamente com o sistema de drenagem e esgotamento, foi revitalizada, dando lugar a uma grande escadaria, hoje ponto turístico, ligando as duas principais vias atingidas. Contudo, a situação da moradia das famílias permaneceu indefinida por quase dez anos. Agora, a Prefeitura concluiu as casas.

Ao todo foram erguidas 29 unidades habitacionais de interesse social no empreendimento. A gestão municipal investiu ao todo R$ 4,5 milhões em recursos próprios nas unidades habitacionais, que possuem 49,89m² e contam com dois quartos, sala, banheiro, cozinha e acessibilidade para pessoas com deficiência.


0 0 Avaliações
Article Rating
Subscribe
Notify of
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver Todos