Paulo Linhares respira para não perder fôlego



0 0 Avaliações
Article Rating
Subscribe
Notify of
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver Todos

Paulo Linhares (PSD), advogado e ex-presidente do Instituto Municipal de Previdência Social dos Servidores de Mossoró (Previ Mossoró), está sendo pressionado a desistir de sua postulação a vice do prefeito Allyson Bezerra (UB).

A entourage palaciana já coloca Marcos Medeiros (PSD) como o vice, e blogs governistas propagam Medeiros como o escolhido.

A colocação de Marcos como o vice já escolhido visa pressionar Paulo a desistir. Inclusive, a blogosfera governista já sentenciou que Marcos só não será o vice caso Linhares cause impasse. A linha é vender o advogado como responsável por um possível entrave na negociação da chapa.

Paulo tem o apoio da senadora Zenaide Maia (PSD), e não desistiu de ser o escolhido como companheiro de reeleição de Allyson. O prefeito não o quer como vice, contudo, Linhares cobra reciprocidade, já que teve papel importante na eleição do então deputado estadual Allyson Bezerra à Prefeitura de Mossoró.

Linhares é apontado como um fardo pela equipe palaciana, por ter sido um dos fundadores do Partido dos Trabalhadores (PT) em Mossoró e ter um histórico ligado a esquerda, como se isso fosse motivo plausível para desqualificá-lo.

Paulo é nome de relevo no academicismo e mundo jurídico mossoroense. É professor emérito da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN), e prestou um serviço técnico na previdência municipal, em sintonia política com Bezerra.

Há credenciais para Linhares botar na mesa e argumentar sua indicação.

Paulo não desistiu de sua designação na chapa, e cobrará os dividendos políticos pelos 4 anos ao lado de Bezerra.

Marcos Medeiros, primo de Allyson, desconhecido e um nome visto como neutro de ataques à direita e à esquerda, tem a confiabilidade do alcaide.

O jogo é fazer Paulo Linhares desistir na marra da pressão, se surtirá efeito, saberemos nos próximos dias.






O Potengi

Portal de notícias e conteúdos do Rio Grande do Norte


Paulo Linhares respira para não perder fôlego





Paulo Linhares (PSD), advogado e ex-presidente do Instituto Municipal de Previdência Social dos Servidores de Mossoró (Previ Mossoró), está sendo pressionado a desistir de sua postulação a vice do prefeito Allyson Bezerra (UB).

A entourage palaciana já coloca Marcos Medeiros (PSD) como o vice, e blogs governistas propagam Medeiros como o escolhido.

A colocação de Marcos como o vice já escolhido visa pressionar Paulo a desistir. Inclusive, a blogosfera governista já sentenciou que Marcos só não será o vice caso Linhares cause impasse. A linha é vender o advogado como responsável por um possível entrave na negociação da chapa.

Paulo tem o apoio da senadora Zenaide Maia (PSD), e não desistiu de ser o escolhido como companheiro de reeleição de Allyson. O prefeito não o quer como vice, contudo, Linhares cobra reciprocidade, já que teve papel importante na eleição do então deputado estadual Allyson Bezerra à Prefeitura de Mossoró.

Linhares é apontado como um fardo pela equipe palaciana, por ter sido um dos fundadores do Partido dos Trabalhadores (PT) em Mossoró e ter um histórico ligado a esquerda, como se isso fosse motivo plausível para desqualificá-lo.

Paulo é nome de relevo no academicismo e mundo jurídico mossoroense. É professor emérito da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN), e prestou um serviço técnico na previdência municipal, em sintonia política com Bezerra.

Há credenciais para Linhares botar na mesa e argumentar sua indicação.

Paulo não desistiu de sua designação na chapa, e cobrará os dividendos políticos pelos 4 anos ao lado de Bezerra.

Marcos Medeiros, primo de Allyson, desconhecido e um nome visto como neutro de ataques à direita e à esquerda, tem a confiabilidade do alcaide.

O jogo é fazer Paulo Linhares desistir na marra da pressão, se surtirá efeito, saberemos nos próximos dias.


0 0 Avaliações
Article Rating
Subscribe
Notify of
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver Todos