Produtos de supermercado sofrerão aumento



0 0 Avaliações
Article Rating
Subscribe
Notify of
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver Todos

A Associação dos Supermercados do estado (Assurn), Mikelyson Góis, informou que o preço nos supermercados no Rio Grande do Norte irá aumentar, o motivo se dá devido ao aumento do frete e a consequente dificuldade no abastecimento de certos produtos, decorrente do desabamento da ponte na BR-304, na altura do município de Lajes.

 De acordo com o presidente da Assurn, o frete varia conforme o produto, com a forma como os supermercadistas fazem a compra e a periodicidade das entregas. Diante desses fatores, ainda não é possível apontar qual será o encarecimento percentual dos produtos. Mas a tendência é que os pequenos comerciantes sintam mais os reflexos, já que os pequenos fornecedores, em tese, também sentem mais os efeitos do aumento das distâncias (e consequentes custos) para os fretes.

“Não sei mensurar quanto vai ser o impacto, mas que vai, vai. Principalmente porque aquela área de Mossoró e cidades vizinhas são produtoras de muitas frutas e compramos de lá. Então, com as chuvas, há área de alagamento e já prejudica a produção, havendo a diminuição da oferta e naturalmente já afeta nos preços. Sem contar nem com a logística. Com a interrupção, será um desvio de mais de 100km, então tudo será levado em conta. Talvez não hoje ou amanhã, mas nessa semana haverá a diferenciação nos preços desses produtos”, explicou Mikelyson.

Até o momento, o Departamento Nacional de Infraestrutura de Trânsito (Dnit) não estimou quanto tempo será necessário para liberação do trecho da BR-304. Segundo a Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte (Emparn), as chuvas de março foram 45% maiores do que a média esperada para o mês no estado.

Compartilhe:

Produtos de supermercado sofrerão aumento



A Associação dos Supermercados do estado (Assurn), Mikelyson Góis, informou que o preço nos supermercados no Rio Grande do Norte irá aumentar, o motivo se dá devido ao aumento do frete e a consequente dificuldade no abastecimento de certos produtos, decorrente do desabamento da ponte na BR-304, na altura do município de Lajes.

 De acordo com o presidente da Assurn, o frete varia conforme o produto, com a forma como os supermercadistas fazem a compra e a periodicidade das entregas. Diante desses fatores, ainda não é possível apontar qual será o encarecimento percentual dos produtos. Mas a tendência é que os pequenos comerciantes sintam mais os reflexos, já que os pequenos fornecedores, em tese, também sentem mais os efeitos do aumento das distâncias (e consequentes custos) para os fretes.

“Não sei mensurar quanto vai ser o impacto, mas que vai, vai. Principalmente porque aquela área de Mossoró e cidades vizinhas são produtoras de muitas frutas e compramos de lá. Então, com as chuvas, há área de alagamento e já prejudica a produção, havendo a diminuição da oferta e naturalmente já afeta nos preços. Sem contar nem com a logística. Com a interrupção, será um desvio de mais de 100km, então tudo será levado em conta. Talvez não hoje ou amanhã, mas nessa semana haverá a diferenciação nos preços desses produtos”, explicou Mikelyson.

Até o momento, o Departamento Nacional de Infraestrutura de Trânsito (Dnit) não estimou quanto tempo será necessário para liberação do trecho da BR-304. Segundo a Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte (Emparn), as chuvas de março foram 45% maiores do que a média esperada para o mês no estado.

Compartilhe:

0 0 Avaliações
Article Rating
Subscribe
Notify of
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver Todos