Eclipse Lunar penumbral acontece nesta segunda-feira (25)



0 0 Avaliações
Article Rating
Subscribe
Notify of
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver Todos

A Lua passará pela penumbra da Terra, deixando a Lua um pouco mais escura do que o normal, mas este eclipse não será parcial ou completamente coberta pela sombra terrestre. É possível apreciar o fenômeno a olho nu, dependendo das condições climáticas de cada região do Brasil. 

O eclipse terá início às 1h53 da madrugada (horário de Brasília), atingindo seu ápice às 4h12. Os brasileiros que não conseguirem ver o fenômeno, terão outra oportunidade de apreciar um eclipse lunar parcial entre 17 e 18 de setembro. Para março do próximo ano, está previsto um eclipse lunar total, quando a Lua fica totalmente avermelhada.

 “Os eclipses lunares ocorrem na fase de lua cheia. Quando a Terra está posicionada precisamente entre a Lua e o Sol, a sombra da Terra incide sobre a superfície da Lua, escurecendo-a e, por vezes, tornando a superfície lunar num vermelho impressionante ao longo de algumas horas”, diz publicação oficial da Agência Aeroespacial dos Estados Unidos (Nasa) sobre o fenômeno.

Tipos de eclipses lunares:

– Eclipse lunar penumbral: É o tipo mais sutil de eclipse lunar. Ocorre quando a Lua entra na sombra externa da Terra (penumbra). Ou seja, quando não se vê o disco de sombra da Terra sobre a Lua, sua luminosidade diminui um pouco porque o cone de sombra da Terra está próximo.

– Eclipse lunar parcial: quando a sombra da Terra encobre parcialmente o disco da Lua, conforme o movimento do nosso planeta e do seu satélite natural ao redor do Sol. Ou seja, apenas uma parte da Lua é atingida pela sombra da Terra.

– Eclipse lunar total: quando o disco da Lua é totalmente encoberto pela sombra da Terra. A parte mais escura da sombra da Terra – a umbra – cobre a Lua no meio do eclipse.

Como o eclipse lunar penumbral acontece?

O Sol, a Terra e a Lua estão posicionados nesta ordem, porém não totalmente alinhados. Uma parte da luz do Sol é impedida de chegar à Lua, que está na chamada zona de penumbra. Essa área é, a grosso modo, as bordas da sombra da Terra, uma sombra mais “fraca”.

Já em um eclipse total ou parcial, boa parte ou a totalidade da Lua está posicionada na zona de umbra (a sombra “forte”, totalmente escura, da Terra).

Vale ressaltar que qualquer tipo de eclipse lunar só acontece na fase da Lua cheia, pois ela precisa estar atrás da Terra, oposta ao Sol, para que o fenômeno aconteça.

Eclipse Lunar penumbral acontece nesta segunda-feira (25)



A Lua passará pela penumbra da Terra, deixando a Lua um pouco mais escura do que o normal, mas este eclipse não será parcial ou completamente coberta pela sombra terrestre. É possível apreciar o fenômeno a olho nu, dependendo das condições climáticas de cada região do Brasil. 

O eclipse terá início às 1h53 da madrugada (horário de Brasília), atingindo seu ápice às 4h12. Os brasileiros que não conseguirem ver o fenômeno, terão outra oportunidade de apreciar um eclipse lunar parcial entre 17 e 18 de setembro. Para março do próximo ano, está previsto um eclipse lunar total, quando a Lua fica totalmente avermelhada.

 “Os eclipses lunares ocorrem na fase de lua cheia. Quando a Terra está posicionada precisamente entre a Lua e o Sol, a sombra da Terra incide sobre a superfície da Lua, escurecendo-a e, por vezes, tornando a superfície lunar num vermelho impressionante ao longo de algumas horas”, diz publicação oficial da Agência Aeroespacial dos Estados Unidos (Nasa) sobre o fenômeno.

Tipos de eclipses lunares:

– Eclipse lunar penumbral: É o tipo mais sutil de eclipse lunar. Ocorre quando a Lua entra na sombra externa da Terra (penumbra). Ou seja, quando não se vê o disco de sombra da Terra sobre a Lua, sua luminosidade diminui um pouco porque o cone de sombra da Terra está próximo.

– Eclipse lunar parcial: quando a sombra da Terra encobre parcialmente o disco da Lua, conforme o movimento do nosso planeta e do seu satélite natural ao redor do Sol. Ou seja, apenas uma parte da Lua é atingida pela sombra da Terra.

– Eclipse lunar total: quando o disco da Lua é totalmente encoberto pela sombra da Terra. A parte mais escura da sombra da Terra – a umbra – cobre a Lua no meio do eclipse.

Como o eclipse lunar penumbral acontece?

O Sol, a Terra e a Lua estão posicionados nesta ordem, porém não totalmente alinhados. Uma parte da luz do Sol é impedida de chegar à Lua, que está na chamada zona de penumbra. Essa área é, a grosso modo, as bordas da sombra da Terra, uma sombra mais “fraca”.

Já em um eclipse total ou parcial, boa parte ou a totalidade da Lua está posicionada na zona de umbra (a sombra “forte”, totalmente escura, da Terra).

Vale ressaltar que qualquer tipo de eclipse lunar só acontece na fase da Lua cheia, pois ela precisa estar atrás da Terra, oposta ao Sol, para que o fenômeno aconteça.


0 0 Avaliações
Article Rating
Subscribe
Notify of
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver Todos

O Potengi

Portal de notícias e conteúdos do Rio Grande do Norte