Caern desliga adutora Sertão Central para analisar danos após fortes chuvas no RN



0 0 Avaliações
Article Rating
Subscribe
Notify of
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver Todos

Uma equipe da Companhia de Águas e Esgotos do Estado (Caern) realiza vistoria na tubulação da adutora Sertão Central, que margeia a BR-304 entre Lajes e Riachuelo na manhã desta segunda-feira 1º. A cheia dos rios causou danos à tubulação, e para identificar a extensão dos danos e realizar os reparos, foi necessário suspender o abastecimento para as cidades atendidas pela adutora.

Segundo a Caern, a situação mais complicada está no trecho da cidade de Lajes, onde os alagamentos ainda não baixaram o suficiente para que a equipe visualize os danos. O trabalho de vistoria e reparo depende das condições climáticas e do nível dos rios.

As cidades afetadas pela suspensão do abastecimento foram Angicos, Fernando Pedrosa, Pedro Avelino, Lajes, Pedra Preta, Caiçara do Rio dos Ventos, Jardim de Angicos, Riachuelo, Cachoeira do Sapo e a zona rural de Santana do Matos.

A Caern não definiu um prazo para o retorno do abastecimento, pois depende da conclusão da vistoria, dos reparos na tubulação e das condições climáticas.

Compartilhe:

Caern desliga adutora Sertão Central para analisar danos após fortes chuvas no RN



Uma equipe da Companhia de Águas e Esgotos do Estado (Caern) realiza vistoria na tubulação da adutora Sertão Central, que margeia a BR-304 entre Lajes e Riachuelo na manhã desta segunda-feira 1º. A cheia dos rios causou danos à tubulação, e para identificar a extensão dos danos e realizar os reparos, foi necessário suspender o abastecimento para as cidades atendidas pela adutora.

Segundo a Caern, a situação mais complicada está no trecho da cidade de Lajes, onde os alagamentos ainda não baixaram o suficiente para que a equipe visualize os danos. O trabalho de vistoria e reparo depende das condições climáticas e do nível dos rios.

As cidades afetadas pela suspensão do abastecimento foram Angicos, Fernando Pedrosa, Pedro Avelino, Lajes, Pedra Preta, Caiçara do Rio dos Ventos, Jardim de Angicos, Riachuelo, Cachoeira do Sapo e a zona rural de Santana do Matos.

A Caern não definiu um prazo para o retorno do abastecimento, pois depende da conclusão da vistoria, dos reparos na tubulação e das condições climáticas.

Compartilhe:

0 0 Avaliações
Article Rating
Subscribe
Notify of
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver Todos