Fraude bilionária nas lojas Americanas envolveu cerca de 60 pessoas



0 0 Avaliações
Article Rating
Subscribe
Notify of
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver Todos

Imagem Fraude envolvia dois ex-diretores das Americanas – Foto: Reprodução

Nesta quinta-feira (27), a Polícia Federal deflagrou uma operação para investigar uma fraude bilionária envolvendo dezenas de funcionários e executivos da Americanas, descoberta em 2023. Segundo informações internas da empresa, pelo menos 60 pessoas, entre ex-funcionários e demitidos, estariam envolvidas nas operações fraudulentas ao longo dos últimos anos.

As investigações revelaram que muitos executivos da varejista dedicavam mais tempo à manipulação de dados e esquemas contábeis do que à gestão efetiva da empresa. A Americanas já anunciou que buscará um ressarcimento bilionário pelas irregularidades cometidas.

A fraude consistia em repassar informações distorcidas às auditorias, que não tinham acesso completo aos sistemas do grupo. A sócia de auditoria da KPMG, Carla Bellangero, destacou em seu depoimento à CPI as deficiências nos controles de verbas de propaganda cooperadas da empresa.

Durante depoimento na CPI, a nova gestão da Americanas revelou que foram pagos R$ 700 milhões em salários e bônus à diretoria nos últimos 10 anos. Comprovado o falso desempenho que baseou essas remunerações variáveis, o retorno desses valores ao caixa da empresa é uma medida em consideração.

Para investigar as suspeitas de fraude contábil, o Conselho de Administração da Americanas estabeleceu um comitê independente que trabalhou por 17 meses. Durante esse período, executivos foram convocados para prestar depoimentos, alguns dos quais demonstraram resistência. O ex-presidente do grupo, Miguel Gutierrez, teve pedido de prisão decretado hoje e colaborou com o processo, prestando três depoimentos que somaram cerca de 16 horas de gravação.

A Americanas afirmou em nota que confia nas investigações em curso e se declara vítima das práticas fraudulentas descobertas. A operação da Polícia Federal continua em andamento para apurar todas as ramificações do esquema fraudulento na varejista.






O Potengi

Portal de notícias e conteúdos do Rio Grande do Norte


Fraude bilionária nas lojas Americanas envolveu cerca de 60 pessoas



Imagem Fraude envolvia dois ex-diretores das Americanas – Foto: Reprodução


Nesta quinta-feira (27), a Polícia Federal deflagrou uma operação para investigar uma fraude bilionária envolvendo dezenas de funcionários e executivos da Americanas, descoberta em 2023. Segundo informações internas da empresa, pelo menos 60 pessoas, entre ex-funcionários e demitidos, estariam envolvidas nas operações fraudulentas ao longo dos últimos anos.

As investigações revelaram que muitos executivos da varejista dedicavam mais tempo à manipulação de dados e esquemas contábeis do que à gestão efetiva da empresa. A Americanas já anunciou que buscará um ressarcimento bilionário pelas irregularidades cometidas.

A fraude consistia em repassar informações distorcidas às auditorias, que não tinham acesso completo aos sistemas do grupo. A sócia de auditoria da KPMG, Carla Bellangero, destacou em seu depoimento à CPI as deficiências nos controles de verbas de propaganda cooperadas da empresa.

Durante depoimento na CPI, a nova gestão da Americanas revelou que foram pagos R$ 700 milhões em salários e bônus à diretoria nos últimos 10 anos. Comprovado o falso desempenho que baseou essas remunerações variáveis, o retorno desses valores ao caixa da empresa é uma medida em consideração.

Para investigar as suspeitas de fraude contábil, o Conselho de Administração da Americanas estabeleceu um comitê independente que trabalhou por 17 meses. Durante esse período, executivos foram convocados para prestar depoimentos, alguns dos quais demonstraram resistência. O ex-presidente do grupo, Miguel Gutierrez, teve pedido de prisão decretado hoje e colaborou com o processo, prestando três depoimentos que somaram cerca de 16 horas de gravação.

A Americanas afirmou em nota que confia nas investigações em curso e se declara vítima das práticas fraudulentas descobertas. A operação da Polícia Federal continua em andamento para apurar todas as ramificações do esquema fraudulento na varejista.


0 0 Avaliações
Article Rating
Subscribe
Notify of
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver Todos