0 0 Avaliações
Article Rating
Subscribe
Notify of
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver Todos

Uma doença com causa indeterminada e genética*, a leucemia é a neoplasia maligna (câncer) da medula óssea, local onde são produzidas as células sanguíneas do corpo e que ocupa o centro dos ossos. Os principais tipos são: a leucemia linfoide aguda e a leucemia mieloide aguda. O oncologista pediátrico do Real Hospital Português, Francisco Pedrosa, orienta que os pais fiquem atentos às queixas da criança e observem a presença de sinais como: palidez, febre persistente, dores osteoarticulares e manchas arroxeadas na pele. “Geralmente, são os pais que percebem os primeiros sintomas, mas a escola também desempenha papel importante e deve comunicar de imediato aos pais sobre apatia e mudanças no comportamento da criança, para que eles encaminhem ao pediatra”, reforça.

Como não existe formas de prevenção, o diagnóstico precoce é fundamental. “Na presença dos sintomas mencionados, a avaliação do paciente e exames como o hemograma auxiliam o diagnóstico”, explica o médico. O Instituto Nacional de Câncer (INCA) estimou a ocorrência de 11.540 novos casos de leucemia no país, para o ano de 2022. Com o diagnóstico, o tratamento pode ser definido, tendo como possibilidades a quimioterapia e o transplante de medula óssea.

“O percentual de cura em crianças é de 80%, desde que seja identificada no estágio inicial. O tratamento feito de forma correta, em um centro especializado e com uma equipe multiprofissional, como é o caso do Real Hospital Português, é de extrema importância para os pacientes”, ressalta.

Além de referência em Oncologia e integrante da Rede Einstein de Oncologia e Hematologia, o Real Hospital Português, em Recife/PE, também é um centro transplantador de medula óssea. O consolidado programa está prestes a completar 25 anos e já realizou mais de 3 mil transplantes. “É importante trabalhar com essa proximidade das equipes. O ganho é para os profissionais e, sobretudo, para os pacientes”, reforça Pedrosa.

Confira alguns mitos e verdades sobre a Leucemia

1 – Alimentação e outros hábitos de vida aumentam o risco de ter leucemia? 
Não, isso é um mito.

2 – A criança pode ter uma vida social normal?
Sim, verdade. É importante que possa levar a vida dentro da normalidade, frequentar a escola para o convívio com outras crianças e o desenvolvimento cognitivo e intelectual.  Desde que os exames não mostrem baixa na imunidade (glóbulos brancos), o convívio social com outras crianças é importante e deve ser estimulado.

3 – A anemia é uma das causas de leucemia? 
Mito. A anemia não é a causa, mas um sintoma.

4 – A leucemia é mais comum em crianças?
Sim, verdade. É a principal neoplasia da criança.

5 – Leucemia tem cura?
Sim. Quando o diagnóstico é precoce, a taxa de cura é de 80%.

*As doenças genéticas estão relacionadas a um distúrbio, dano ou erro no material genético, causados por fatores como estresse, má alimentação, infecções e radiação. Já a doença hereditária é uma herança genética transmitida entre gerações.

O Potengi

Portal de notícias e conteúdos do Rio Grande do Norte



Especialista alerta: manchas arroxeadas na pele, palidez e febre podem ser sinais de leucemia



Uma doença com causa indeterminada e genética*, a leucemia é a neoplasia maligna (câncer) da medula óssea, local onde são produzidas as células sanguíneas do corpo e que ocupa o centro dos ossos. Os principais tipos são: a leucemia linfoide aguda e a leucemia mieloide aguda. O oncologista pediátrico do Real Hospital Português, Francisco Pedrosa, orienta que os pais fiquem atentos às queixas da criança e observem a presença de sinais como: palidez, febre persistente, dores osteoarticulares e manchas arroxeadas na pele. “Geralmente, são os pais que percebem os primeiros sintomas, mas a escola também desempenha papel importante e deve comunicar de imediato aos pais sobre apatia e mudanças no comportamento da criança, para que eles encaminhem ao pediatra”, reforça.

Como não existe formas de prevenção, o diagnóstico precoce é fundamental. “Na presença dos sintomas mencionados, a avaliação do paciente e exames como o hemograma auxiliam o diagnóstico”, explica o médico. O Instituto Nacional de Câncer (INCA) estimou a ocorrência de 11.540 novos casos de leucemia no país, para o ano de 2022. Com o diagnóstico, o tratamento pode ser definido, tendo como possibilidades a quimioterapia e o transplante de medula óssea.

“O percentual de cura em crianças é de 80%, desde que seja identificada no estágio inicial. O tratamento feito de forma correta, em um centro especializado e com uma equipe multiprofissional, como é o caso do Real Hospital Português, é de extrema importância para os pacientes”, ressalta.

Além de referência em Oncologia e integrante da Rede Einstein de Oncologia e Hematologia, o Real Hospital Português, em Recife/PE, também é um centro transplantador de medula óssea. O consolidado programa está prestes a completar 25 anos e já realizou mais de 3 mil transplantes. “É importante trabalhar com essa proximidade das equipes. O ganho é para os profissionais e, sobretudo, para os pacientes”, reforça Pedrosa.

Confira alguns mitos e verdades sobre a Leucemia

1 – Alimentação e outros hábitos de vida aumentam o risco de ter leucemia? 
Não, isso é um mito.

2 – A criança pode ter uma vida social normal?
Sim, verdade. É importante que possa levar a vida dentro da normalidade, frequentar a escola para o convívio com outras crianças e o desenvolvimento cognitivo e intelectual.  Desde que os exames não mostrem baixa na imunidade (glóbulos brancos), o convívio social com outras crianças é importante e deve ser estimulado.

3 – A anemia é uma das causas de leucemia? 
Mito. A anemia não é a causa, mas um sintoma.

4 – A leucemia é mais comum em crianças?
Sim, verdade. É a principal neoplasia da criança.

5 – Leucemia tem cura?
Sim. Quando o diagnóstico é precoce, a taxa de cura é de 80%.

*As doenças genéticas estão relacionadas a um distúrbio, dano ou erro no material genético, causados por fatores como estresse, má alimentação, infecções e radiação. Já a doença hereditária é uma herança genética transmitida entre gerações.


0 0 Avaliações
Article Rating
Subscribe
Notify of
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver Todos