Empresário morto era suspeito de fazer parte de associação criminosa



0 0 Avaliações
Article Rating
Subscribe
Notify of
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver Todos

Imagem Dinheiro e munições foram encontradas na residência do empresário – Foto: Polícia Civil

Na sequência do homicídio de um empresário de 34 anos ocorrido na manhã de quarta-feira (03) em João Câmara, a Polícia Civil realizou uma operação de busca e apreensão que resultou na apreensão de munições, carregadores de pistola, dinheiro e veículos de luxo em endereços ligados à vítima. Os mandados foram cumpridos ainda na tarde do mesmo dia, antecipando a ação planejada para esta quinta-feira (04).

O empresário era suspeito de envolvimento em uma associação criminosa dedicada a crimes como receptação qualificada, lavagem de dinheiro, adulteração de veículos automotores e estelionato, segundo informações da 85ª Delegacia de Polícia. Na manhã de quarta-feira (3), dois homens chegaram à loja de motos da vítima e um deles disparou contra a região peitoral do empresário, sem levar qualquer pertence. Os criminosos fugiram em um Hyundai HB20 sedan cinza.

Imediatamente após o crime, a Polícia Civil iniciou investigações para identificar os autores e esclarecer a motivação do assassinato. A operação de busca e apreensão, que seria realizada no dia seguinte, foi antecipada. Na residência do empresário, foram encontradas munições, carregadores de pistola e uma grande quantidade de dinheiro. Já na loja de motos, foram apreendidas motocicletas com sinais de adulteração, veículos de luxo e várias anotações que são fundamentais para as investigações em curso.

Os mandados de busca e apreensão foram autorizados pela 2ª Vara da Comarca de João Câmara. A operação contou com o apoio do Grupo Tático Operacional (GTO) do 14º Batalhão de Polícia Militar, evidenciando a integração das forças de segurança no combate ao crime organizado na região.

As investigações sobre o homicídio e as atividades ilícitas ligadas ao empresário prosseguem para esclarecer todos os aspectos do caso e responsabilizar os envolvidos.






O Potengi

Portal de notícias e conteúdos do Rio Grande do Norte


Empresário morto era suspeito de fazer parte de associação criminosa



Imagem Dinheiro e munições foram encontradas na residência do empresário – Foto: Polícia Civil


Na sequência do homicídio de um empresário de 34 anos ocorrido na manhã de quarta-feira (03) em João Câmara, a Polícia Civil realizou uma operação de busca e apreensão que resultou na apreensão de munições, carregadores de pistola, dinheiro e veículos de luxo em endereços ligados à vítima. Os mandados foram cumpridos ainda na tarde do mesmo dia, antecipando a ação planejada para esta quinta-feira (04).

O empresário era suspeito de envolvimento em uma associação criminosa dedicada a crimes como receptação qualificada, lavagem de dinheiro, adulteração de veículos automotores e estelionato, segundo informações da 85ª Delegacia de Polícia. Na manhã de quarta-feira (3), dois homens chegaram à loja de motos da vítima e um deles disparou contra a região peitoral do empresário, sem levar qualquer pertence. Os criminosos fugiram em um Hyundai HB20 sedan cinza.

Imediatamente após o crime, a Polícia Civil iniciou investigações para identificar os autores e esclarecer a motivação do assassinato. A operação de busca e apreensão, que seria realizada no dia seguinte, foi antecipada. Na residência do empresário, foram encontradas munições, carregadores de pistola e uma grande quantidade de dinheiro. Já na loja de motos, foram apreendidas motocicletas com sinais de adulteração, veículos de luxo e várias anotações que são fundamentais para as investigações em curso.

Os mandados de busca e apreensão foram autorizados pela 2ª Vara da Comarca de João Câmara. A operação contou com o apoio do Grupo Tático Operacional (GTO) do 14º Batalhão de Polícia Militar, evidenciando a integração das forças de segurança no combate ao crime organizado na região.

As investigações sobre o homicídio e as atividades ilícitas ligadas ao empresário prosseguem para esclarecer todos os aspectos do caso e responsabilizar os envolvidos.


0 0 Avaliações
Article Rating
Subscribe
Notify of
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver Todos