Imagem Foto: Reprodução

0 0 Avaliações
Article Rating
Subscribe
Notify of
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver Todos

Em assembleia realizada nesta quinta-feira (11), no campus central da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), os estudantes bolsistas aprovaram, por unanimidade, a adoção de uma greve total a partir da próxima segunda-feira (15), sem previsão de término.

A decisão foi tomada após a validação de uma consulta online, na qual mais de 180 respostas foram registradas. O Movimento dos Bolsistas da UFRN apoiou a medida, apontando a necessidade de preservar as condições de trabalho dos bolsistas, revisar o regulamento das bolsas na instituição e garantir o adequado financiamento da educação, assim como o aumento dos recursos destinados à assistência estudantil.

Além disso, a greve dos bolsistas demonstra apoio aos servidores técnico-administrativos, em greve desde 14 de março, e aos professores, que devem decidir sobre uma possível greve em plebiscito nos dias 15 e 16.

O calendário de mobilização dos bolsistas prevê um ato de deflagração da greve na segunda-feira (15), às 8h, na reitoria da UFRN, seguido pela entrega de um abaixo-assinado à Pró-Reitoria de Assuntos Estudantis. No dia 18, está programado outro ato, às 14h30, também na reitoria, reivindicando mais assistência estudantil.

O Potengi

Portal de notícias e conteúdos do Rio Grande do Norte



Bolsistas da UFRN entram em greve na próxima segunda (15)



Em assembleia realizada nesta quinta-feira (11), no campus central da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), os estudantes bolsistas aprovaram, por unanimidade, a adoção de uma greve total a partir da próxima segunda-feira (15), sem previsão de término.

A decisão foi tomada após a validação de uma consulta online, na qual mais de 180 respostas foram registradas. O Movimento dos Bolsistas da UFRN apoiou a medida, apontando a necessidade de preservar as condições de trabalho dos bolsistas, revisar o regulamento das bolsas na instituição e garantir o adequado financiamento da educação, assim como o aumento dos recursos destinados à assistência estudantil.

Além disso, a greve dos bolsistas demonstra apoio aos servidores técnico-administrativos, em greve desde 14 de março, e aos professores, que devem decidir sobre uma possível greve em plebiscito nos dias 15 e 16.

O calendário de mobilização dos bolsistas prevê um ato de deflagração da greve na segunda-feira (15), às 8h, na reitoria da UFRN, seguido pela entrega de um abaixo-assinado à Pró-Reitoria de Assuntos Estudantis. No dia 18, está programado outro ato, às 14h30, também na reitoria, reivindicando mais assistência estudantil.


0 0 Avaliações
Article Rating
Subscribe
Notify of
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver Todos