Aumenta em 40% o número de homicídios sem solução no Rio Grande do Norte



Aumenta em 40% o número de homicídios sem solução no Rio Grande do Norte
0 0 Avaliações
Article Rating
Subscribe
Notify of
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver Todos

O relatório do Fórum Brasileiro de Segurança Pública revela um aumento significativo no número de inquéritos policiais por homicídio sem resolução no Rio Grande do Norte. 

De acordo com os dados, houve um crescimento de 40,1% entre 2021 e 2022.

O levantamento aponta que os casos de homicídios sem indiciamento saltaram de 446 para 625 no período mencionado. 

Paralelamente, a quantidade de homicídios solucionados registrou uma queda de 20,9%, passando de 234 para 185 casos com indiciamento.

O Raio-X das Forças de Segurança Pública, referente ao biênio 2021-2022, engloba tanto homicídios dolosos quanto culposos. 

Além disso, revela um aumento expressivo no total de inquéritos instaurados no Estado, que passaram de 8.567 para 14.390, representando um crescimento de 67,9%.

Para o presidente do Sindicato dos Policiais Civis e Servidores da Segurança do Rio Grande do Norte (Sinpol-RN), Nilton Arruda, a falta de tecnologia e o efetivo reduzido da Polícia Civil são fatores que contribuem para a diminuição da capacidade de investigação. 

Segundo Arruda, há um “estoque” de aproximadamente 10 mil crimes sem solução no Estado, o que evidencia a gravidade da situação.

Para saber mais notícias do RN, clique aqui.

Aumenta em 40% o número de homicídios sem solução no Rio Grande do Norte



Aumenta em 40% o número de homicídios sem solução no Rio Grande do Norte

O relatório do Fórum Brasileiro de Segurança Pública revela um aumento significativo no número de inquéritos policiais por homicídio sem resolução no Rio Grande do Norte. 

De acordo com os dados, houve um crescimento de 40,1% entre 2021 e 2022.

O levantamento aponta que os casos de homicídios sem indiciamento saltaram de 446 para 625 no período mencionado. 

Paralelamente, a quantidade de homicídios solucionados registrou uma queda de 20,9%, passando de 234 para 185 casos com indiciamento.

O Raio-X das Forças de Segurança Pública, referente ao biênio 2021-2022, engloba tanto homicídios dolosos quanto culposos. 

Além disso, revela um aumento expressivo no total de inquéritos instaurados no Estado, que passaram de 8.567 para 14.390, representando um crescimento de 67,9%.

Para o presidente do Sindicato dos Policiais Civis e Servidores da Segurança do Rio Grande do Norte (Sinpol-RN), Nilton Arruda, a falta de tecnologia e o efetivo reduzido da Polícia Civil são fatores que contribuem para a diminuição da capacidade de investigação. 

Segundo Arruda, há um “estoque” de aproximadamente 10 mil crimes sem solução no Estado, o que evidencia a gravidade da situação.

Para saber mais notícias do RN, clique aqui.


0 0 Avaliações
Article Rating
Subscribe
Notify of
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver Todos

O Potengi

Portal de notícias e conteúdos do Rio Grande do Norte