SANTA CRUZ/RN: NOVO LEILÃO É REALIZADO, MAS TERRENO DO CONJUNTO CÔNEGO MONTE PARECE SER REJEITADO.



0 0 Avaliações
Article Rating
Subscribe
Notify of
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver Todos
A prefeitura municipal de Santa Cruz/RN realizou na amanhã de ontem (14), no Teatro Candinha Bezerra, a segunda praça do leilão para venda de dois terrenos públicos. 

Os terrenos, sendo, um localizado no bairro Miguel Pereira Maia e o outro no Conjunto Cônego Monte, foram divididos por lotes. O que chama atenção é que, dos 10 lotes do terreno situado no Bairro Miguel Pereira Maia, 08 foram arrematados. Porém, dos 08 lotes do terreno situado no Conjunto Cônego Monte, apenas 02 foram arrematados. 

Não custa lembrar que, a venda do terreno do Conjunto Cônego Monte foi alvo de intensos protestos dos moradores daquela localidade, contrários ao ato da prefeitura. 

Não se pode afirmar o real motivo pelo qual o terreno não tem sido requerido pelos compradores. A recusa da população em aceitar a venda tem haver? Serão os valores? O fato é que o terreno parece está sendo rejeitado. 

A prefeitura já afirmou que irá estudar a realização de um novo leilão, na tentativa de concretizar as vendas dos lotes restantes. Resta saber se a prefeitura vai baixar o preço, entregando o bem público a troco de banana. Aguardemos, pois!

Compartilhe:

SANTA CRUZ/RN: NOVO LEILÃO É REALIZADO, MAS TERRENO DO CONJUNTO CÔNEGO MONTE PARECE SER REJEITADO.



A prefeitura municipal de Santa Cruz/RN realizou na amanhã de ontem (14), no Teatro Candinha Bezerra, a segunda praça do leilão para venda de dois terrenos públicos. 

Os terrenos, sendo, um localizado no bairro Miguel Pereira Maia e o outro no Conjunto Cônego Monte, foram divididos por lotes. O que chama atenção é que, dos 10 lotes do terreno situado no Bairro Miguel Pereira Maia, 08 foram arrematados. Porém, dos 08 lotes do terreno situado no Conjunto Cônego Monte, apenas 02 foram arrematados. 

Não custa lembrar que, a venda do terreno do Conjunto Cônego Monte foi alvo de intensos protestos dos moradores daquela localidade, contrários ao ato da prefeitura. 

Não se pode afirmar o real motivo pelo qual o terreno não tem sido requerido pelos compradores. A recusa da população em aceitar a venda tem haver? Serão os valores? O fato é que o terreno parece está sendo rejeitado. 

A prefeitura já afirmou que irá estudar a realização de um novo leilão, na tentativa de concretizar as vendas dos lotes restantes. Resta saber se a prefeitura vai baixar o preço, entregando o bem público a troco de banana. Aguardemos, pois!

Compartilhe:

0 0 Avaliações
Article Rating
Subscribe
Notify of
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver Todos