PETRÔNIO SPINELLI: FUNCIONÁRIOS DO ESTADO CEDIDOS AO ALUÍZIO BEZERRA TÊM DIREITO AO ADICIONAL DE INSALUBRIDADE E VAMOS RESOLVER.



0 0 Avaliações
Article Rating
Subscribe
Notify of
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver Todos


Em entrevista concedida hoje (13) na Rádio Comunitária Santa Rita FM, no programa “Café Com Notícias” apresentado por Ramon Luduvico, o Secretário Adjunto de Saúde do Rio Grande do Norte, o médico infectologista Dr. PETRÔNIO SPINELLI disse que o ESTADO reconhece o direito dos profissionais de saúde cedidos ao Hospital Aluízio Bezerra de receberem o adicional de 20% de insalubridade instituído pelo governo do estado para seus funcionários da saúde que estão na linha de frente no combate a COVID-19. 

Petrônio afirmou que já não foi resolvido devido haver uma questão jurídica, pelo fato do hospital ser municipalizado, mas que estão trabalhando para solucionar o mais rápido possível. 

Esses profissionais do ESTADO cedidos ao Hospital Aluízio Bezerra, estão na linha de frente da doença, portanto, deve ter o mesmo tratamento dos funcionários que estão nos hospitais do estado. Eles precisam ser vistos de forma diferenciada daqueles que são do estado, mas estão em UBS, por exemplo. O estado está sensível a reivindicação dos funcionários. Precisamos superar só a questão jurídica” disse PETRÔNIO SPINELLI. 

Os profissionais de saúde que são do estado, mas cedidos aos hospitais municipais, como é o caso de Santa Cruz não receberam o adicional de 20% de insalubridade, pago pelo Governo do Estado aos seus funcionários da saúde pelo alto grau insalubre ao qual estão submetidos no combate à doença, o que, claro, gerou revolta e muita cobrança desses profissionais tanto a Secretaria Municipal de Saúde, como a Secretaria Estadual. Mas como o próprio Petrônio citou, o caso desses profissionais de Santa Cruz é diferenciado por estarem na linha de frente da COVID-19. 

Que a situação seja resolvida o quanto antes para que o servidor receba o que é seu por direito. 
Compartilhe:

PETRÔNIO SPINELLI: FUNCIONÁRIOS DO ESTADO CEDIDOS AO ALUÍZIO BEZERRA TÊM DIREITO AO ADICIONAL DE INSALUBRIDADE E VAMOS RESOLVER.




Em entrevista concedida hoje (13) na Rádio Comunitária Santa Rita FM, no programa “Café Com Notícias” apresentado por Ramon Luduvico, o Secretário Adjunto de Saúde do Rio Grande do Norte, o médico infectologista Dr. PETRÔNIO SPINELLI disse que o ESTADO reconhece o direito dos profissionais de saúde cedidos ao Hospital Aluízio Bezerra de receberem o adicional de 20% de insalubridade instituído pelo governo do estado para seus funcionários da saúde que estão na linha de frente no combate a COVID-19. 

Petrônio afirmou que já não foi resolvido devido haver uma questão jurídica, pelo fato do hospital ser municipalizado, mas que estão trabalhando para solucionar o mais rápido possível. 

Esses profissionais do ESTADO cedidos ao Hospital Aluízio Bezerra, estão na linha de frente da doença, portanto, deve ter o mesmo tratamento dos funcionários que estão nos hospitais do estado. Eles precisam ser vistos de forma diferenciada daqueles que são do estado, mas estão em UBS, por exemplo. O estado está sensível a reivindicação dos funcionários. Precisamos superar só a questão jurídica” disse PETRÔNIO SPINELLI. 

Os profissionais de saúde que são do estado, mas cedidos aos hospitais municipais, como é o caso de Santa Cruz não receberam o adicional de 20% de insalubridade, pago pelo Governo do Estado aos seus funcionários da saúde pelo alto grau insalubre ao qual estão submetidos no combate à doença, o que, claro, gerou revolta e muita cobrança desses profissionais tanto a Secretaria Municipal de Saúde, como a Secretaria Estadual. Mas como o próprio Petrônio citou, o caso desses profissionais de Santa Cruz é diferenciado por estarem na linha de frente da COVID-19. 

Que a situação seja resolvida o quanto antes para que o servidor receba o que é seu por direito. 
Compartilhe:

0 0 Avaliações
Article Rating
Subscribe
Notify of
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver Todos