Governadora consegue recursos para reforma da Biblioteca Câmara Cascudo



0 0 Avaliações
Article Rating
Subscribe
Notify of
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver Todos
A governadora Fátima Bezerra conseguiu a garantia de continuidade do consórcio para a conclusão da Biblioteca Pública Câmara Cascudo. Em audiência nesta terça-feira (23) em Brasília, o secretário Especial de Cultura e Cidadania, Henrique Medeiros Pires, se comprometeu de encaminhar os repasses no prazo de 60 dias. Em contrapartida, o Governo do Estado fará adequações no projeto sugeridas pelos técnicos do Ministério.

Conseguimos recuperar o convênio para concluir a reforma, e, ainda neste ano, vamos entregar a biblioteca ao povo do Rio Grande do Norte. Na Terra de Câmara Cascudo, não podemos permitir um sacrilégio como este. A biblioteca que leva o nome do folclorista, está fechada até o presente momento”, disse a governadora.

O repasse é da ordem de R$ 804 mil, referente a duas etapas. O equipamento foi reinaugurado pela gestão anterior sem a obra estar concluída.

Fechada desde 2012, a Biblioteca Pública Câmara Cascudo teve o projeto de reestruturação retomado em agosto de 2017. Dividido em 3 etapas, o projeto prevê, além da reforma, a restauração do acervo e aquisição de móveis e equipamentos, além de salas de vídeo com ilhas de edição, salas de estudo, lanchonete e auditório.

Política Nacional de Leitura e Escrita

A governadora tratou ainda da regulamentação da Política Nacional de Leitura e Escrita, criada em julho de 2018. A Lei 13.696 tem como diretrizes a universalização do direito ao acesso ao livro, à leitura, à escrita, à literatura e às bibliotecas. A nova legislação tem origem no projeto de lei 212/2016, de autoria da então senadora Fátima Bezerra. Esta bandeira é defendida hoje pelo senador Jean-Paul Prates, que participou da audiência desta terça-feira (23), com o secretário Henrique Medeiros Pires. “A audiência foi muito positiva. Falamos também sobre a retomada dos pontos de cultura no RN e no Brasil. O secretário declarou a intenção de descentralizar os recursos da cultura destinando investimentos para o interior, saindo um pouco do eixo Rio/São Paulo”, disse Prates.
Roberto Flávio

Compartilhe:

Governadora consegue recursos para reforma da Biblioteca Câmara Cascudo



A governadora Fátima Bezerra conseguiu a garantia de continuidade do consórcio para a conclusão da Biblioteca Pública Câmara Cascudo. Em audiência nesta terça-feira (23) em Brasília, o secretário Especial de Cultura e Cidadania, Henrique Medeiros Pires, se comprometeu de encaminhar os repasses no prazo de 60 dias. Em contrapartida, o Governo do Estado fará adequações no projeto sugeridas pelos técnicos do Ministério.

Conseguimos recuperar o convênio para concluir a reforma, e, ainda neste ano, vamos entregar a biblioteca ao povo do Rio Grande do Norte. Na Terra de Câmara Cascudo, não podemos permitir um sacrilégio como este. A biblioteca que leva o nome do folclorista, está fechada até o presente momento”, disse a governadora.

O repasse é da ordem de R$ 804 mil, referente a duas etapas. O equipamento foi reinaugurado pela gestão anterior sem a obra estar concluída.

Fechada desde 2012, a Biblioteca Pública Câmara Cascudo teve o projeto de reestruturação retomado em agosto de 2017. Dividido em 3 etapas, o projeto prevê, além da reforma, a restauração do acervo e aquisição de móveis e equipamentos, além de salas de vídeo com ilhas de edição, salas de estudo, lanchonete e auditório.

Política Nacional de Leitura e Escrita

A governadora tratou ainda da regulamentação da Política Nacional de Leitura e Escrita, criada em julho de 2018. A Lei 13.696 tem como diretrizes a universalização do direito ao acesso ao livro, à leitura, à escrita, à literatura e às bibliotecas. A nova legislação tem origem no projeto de lei 212/2016, de autoria da então senadora Fátima Bezerra. Esta bandeira é defendida hoje pelo senador Jean-Paul Prates, que participou da audiência desta terça-feira (23), com o secretário Henrique Medeiros Pires. “A audiência foi muito positiva. Falamos também sobre a retomada dos pontos de cultura no RN e no Brasil. O secretário declarou a intenção de descentralizar os recursos da cultura destinando investimentos para o interior, saindo um pouco do eixo Rio/São Paulo”, disse Prates.
Roberto Flávio

Compartilhe:

0 0 Avaliações
Article Rating
Subscribe
Notify of
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver Todos