Dr. Airton enfrenta mais um pedido de impeachment

Dr. Airton O prefeito que já respondia por dois requerimentos, agora passa a responder por um terceiro.


|


Imagem Redes sociais





Na pauta desta terça-feira (12/12) da sessão ordinária da Câmara Municipal de Tangará, há um novo, e terceiro, pedido de admissibilidade de impeachment contra o prefeito Dr. Airton. O novo pedido está fundamentado nos atrasos dos repasses dos funcionários ativos para o Instituto Próprio de Previdência Social (Tangará PREV), configurando crime de apropriação indébita. O novo pedido estava em análise pelo jurídico da Câmara, tendo recebido parecer favorável, foi pautado para apreciação pelo plenário legislativo.

Os outros requerimentos de impeachment se referem a cometimento de improbidade administrativa e crime de responsabilidade, pelo prefeito acumular três vencimentos, o de militar, de médico e de prefeito, ultrapassando o limite constitucional do teto do funcionalismo. O outro requerimento é baseado na ausência de Dr. Airton por mais de 15 dias da cidade e da administração pública, tendo repassado para sua filha, Elane Bezerra, secretária de Administração, Finanças e Tributação, a responsabilidade de comandar o Executivo.

Em pronunciamento em suas plataformas sociais, a presidente da Câmara Municipal, vereadora Ana Viana, alega que decidiu colocar os três pedidos em votação por estar sendo responsabilizada e cobrada pelos desmandos da gestão de Dr. Airton. “Agora o povo vai saber de quem realmente é a culpa”, afirma a vereadora.

A apreciação da admissibilidade dos três requerimentos irá ocorrer hoje a noite, às 18h30, com transmissão pelos canais oficiais da Casa Legislativa.

Compartilhe:


0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments



Dr. Airton enfrenta mais um pedido de impeachment


Imagem Redes sociais

Dr. Airton O prefeito que já respondia por dois requerimentos, agora passa a responder por um terceiro.


Na pauta desta terça-feira (12/12) da sessão ordinária da Câmara Municipal de Tangará, há um novo, e terceiro, pedido de admissibilidade de impeachment contra o prefeito Dr. Airton. O novo pedido está fundamentado nos atrasos dos repasses dos funcionários ativos para o Instituto Próprio de Previdência Social (Tangará PREV), configurando crime de apropriação indébita. O novo pedido estava em análise pelo jurídico da Câmara, tendo recebido parecer favorável, foi pautado para apreciação pelo plenário legislativo.

Os outros requerimentos de impeachment se referem a cometimento de improbidade administrativa e crime de responsabilidade, pelo prefeito acumular três vencimentos, o de militar, de médico e de prefeito, ultrapassando o limite constitucional do teto do funcionalismo. O outro requerimento é baseado na ausência de Dr. Airton por mais de 15 dias da cidade e da administração pública, tendo repassado para sua filha, Elane Bezerra, secretária de Administração, Finanças e Tributação, a responsabilidade de comandar o Executivo.

Em pronunciamento em suas plataformas sociais, a presidente da Câmara Municipal, vereadora Ana Viana, alega que decidiu colocar os três pedidos em votação por estar sendo responsabilizada e cobrada pelos desmandos da gestão de Dr. Airton. “Agora o povo vai saber de quem realmente é a culpa”, afirma a vereadora.

A apreciação da admissibilidade dos três requerimentos irá ocorrer hoje a noite, às 18h30, com transmissão pelos canais oficiais da Casa Legislativa.

Compartilhe:


0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments